Na natureza, muitos animais utilizam veneno tanto para caçar quanto para se defender de ameaças, e diversas formas desse tipo de substância são mortais para os seres humanos. Em alguns casos, uma pessoa pode morrer em questão de minutos quando recebe uma dose de determinadas peçonhas, mas isso não significa que todas as formas de uso dos venenos são maléficas.

Esses “produtos” são formados pela mistura de diversas substâncias, e cientistas em todo o mundo vêm tentando descobrir formas de isolar certos compostos químicos presentes em venenos que possam ser usados com fins diferentes, em especial na medicina. Os animais que apresentaremos abaixo são apenas alguns exemplos do que pode ser conseguido nessa linha de pesquisa.

No entanto, isso não é motivo para se aproximar de uma criatura venenosa sem motivos. Evite qualquer tipo de contato com seres peçonhentos caso você não saiba a forma correta de lidar com eles e procure auxílio médico imediato na ocasião de um contato acidental com algum deles.

1. Caracóis

A maioria dos caracóis e outros animais semelhantes a eles não são venenosos, mas o caracol cônico – também conhecido como caracol-de-cone – é uma das espécies mais tóxicas do planeta. Ele tem em média somente 12 cm de comprimento, mas uma única gota de sua neurotoxina é o suficiente para matar cerca de 20 seres humanos adultos, e a morte acontece em questão de poucos minutos após a inoculação.

Cientistas conseguiram isolar a partir dessa toxina o princípio ativo ziconotida, que possui um efeito anestésico mil vezes mais potente que o da morfina – derivada do ópio –, mas que, ao contrário desta, não causa dependência. O medicamento Prialt foi elaborado a partir dessa substância e tem sido usado em pacientes que sofrem com dores extremas de forma crônica.

2. Cobras

O veneno de cobra é provavelmente o mais amplamente estudado até hoje e é empregado no tratamento de ataques cardíacos, desordens sanguíneas, pressão alta, coágulos sanguíneos, lesões cerebrais, entre outras enfermidades. A prática de usar a peçonha desses répteis não é recente, uma vez que registros milenares na China e na Índia já indicavam o veneno de cobra para o tratamento de certas doenças.

Na década de 1960, Hugh Alistair Reid, um médico britânico que residia na Malásia, percebeu enquanto tratava vítimas de picadas da víbora de poço malaia (na foto acima) que a peçonha dessa espécie poderia ajudar no tratamento de trombose. Ele notou que a substância tem propriedades anticoagulantes e conseguiu isolar o princípio ativo que causa esse efeito. Isso influenciou o trabalho de muitos outros pesquisadores em relação às propriedades medicinais do veneno de cobra.

3. Escorpiões

Cientistas no mundo todo têm analisado o veneno de diversos animais diferentes na busca de um princípio que ajude no tratamento e cura do câncer, e o escorpião é uma das principais inspirações para esse trabalho.

Pesquisas indicam que certas toxinas extraídas da peçonha desses animais ajudam a encolher os tumores e desacelerar a taxa de crescimento deles. Além de analisarem o efeito que o veneno tem sobre células cancerígenas, os especialistas no assunto têm estudado que outros benefícios poderiam ser produzidos a partir dessa linha de pesquisa.

4. Aranhas

Aranhas são animais que causam calafrios em muita gente, mas também são preciosas fontes de substâncias aproveitadas pela medicina. O veneno de certas espécies é utilizado no combate a dores, câncer, distrofia muscular e várias outras doenças.

A peçonha da viúva negra, por exemplo, é uma das mais utilizadas para extração de princípios ativos que depois viram medicamentos, mas outras espécies também são usadas para esse fim.

5. Abelhas

A maioria das pessoas nunca percebeu isso, mas o ferrão de uma abelha também possui veneno. Afinal, o que mais explica o inchaço em volta do local de uma picada desses animais, se isso não acontece quando furamos o dedo em uma lasca de madeira, por exemplo?

Estudos comprovam que os seres humanos são capazes de desenvolver uma imunidade natural a esse tipo de peçonha depois de receber certo número de picadas. No entanto, se a pessoa já possui alergia severa a esse tipo de ferroada, não deve tentar fazer algo assim de maneira nenhuma, pois pode estar colocando sua vida em risco.

Além disso, a utilização do veneno de abelhas tem ganhado popularidade por auxiliar no tratamento de diversas enfermidades, como artrite, doença de Lyme, eczema, asma, tumores e outros.

Você já foi picado por algum animal venenoso? Qual? Comente no Fórum do Mega Curioso