(Fonte da imagem: Reprodução/io9)

O asteroide Vesta, de 330 quilômetros de diâmetro e considerado o segundo maior de todo o sistema solar, pode se transformar em um planeta. Pelo menos essa é a ideia defendida por alguns cientistas que esperam que a União Astronômica Internacional possa reclassificá-lo.

As chances de que isso aconteça são remotas, mas alguns especialistas fazem questão de defender essa hipótese. Vesta conta com uma série de características tipicamente associadas a corpos terrestres como a Terra. A sua topografia, por exemplo, é mais parecida com a de um planeta rochoso do que com a de um asteroide.

Atualmente, Vesta conta com uma sonda espacial da Terra, programada para continuar em sua órbita até o próximo mês de julho. Depois disso, a sonda parte para Ceres, maior asteroide do Sistema Solar.