Ao redor da Terra, na altura do Equador, existe um sistema de anéis de radiação que foram descobertos por James Van Allen em 1958. Batizado de “Cinturão de Van Allen”, o que se sabe sobre esse sistema é que ele se encontra entre mil e 60 mil quilômetros da superfície do planeta, e que é nele que ocorrem as auroras austrais e boreais.

Os astrônomos acreditam que os anéis de radiação parecem interferir no funcionamento de satélites e naves espaciais, e até exercer influência sobre a saúde de astronautas. Além disso, até agora se acreditava que o Cinturão de Van Allen era formado por apenas dois anéis, que se mantinham estáveis e em posição devido ao campo magnético terrestre.

Fenômeno inédito

Fonte da imagem: Reprodução/NASA

Entretanto, de acordo com a NASA, duas sondas espaciais enviadas para realizar medições nos cinturões de radiação detectaram a presença de um terceiro anel, que provavelmente é uma formação temporária envolvendo o segundo anel. A agência espacial também revelou que o sistema parece ser muito mais maleável e ativo do que se pensava, podendo passar por reconfigurações em resposta às emissões provocadas pelas explosões solares.

A descoberta do terceiro anel ocorreu por pura sorte, quando os cientistas decidiram ligar um instrumento de medição — o novo telescópio espacial Relativistic Electron Proton Telescope — antes do que havia sido originalmente programado, para poder avaliar os dados coletados em conjunto com outro equipamento (a sonda SAMPEX) que seria desativado em breve. Depois de apenas cinco dias de monitoramento, a equipe observou a formação do terceiro anel. Confira abaixo uma animação que ilustra o Cinturão:

Inicialmente, os cientistas ficaram tão surpresos que inclusive chegaram acreditar que o fenômeno poderia se tratar de um defeito nos equipamentos, mas o terceiro anel continuou visível durante quatro semanas inteiras. Segundo a NASA, a descoberta pode ajudar os cientistas a entender como e quando as tempestades solares podem provocar danos ao nosso planeta, e até que ponto o Cinturão de Van Allen protege ou não a Terra.