(Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia)

As árvores são organismos incríveis, capazes de sobreviver por milênios (se nenhum engraçadinho resolver derrubá-las ou fazer uma fogueira com elas, é claro), criando compostos que servem para driblar a ação de bactérias e parasitas. Além disso, essas plantas também contam com sistemas vasculares compartimentalizados, os quais permitem que algumas partes de sua estrutura continuem vivas enquanto outras acabam morrendo.

O pessoal do site WIRED publicou uma seleção das árvores mais velhas do planeta, e nós trazemos para você as cinco mais antigas de todas elas. Confira:

1 - Matusalém

(Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia)

Essa árvore, da espécie Pinus longaeva, não recebeu esse nome por acaso. Considerada como o espécime mais antigo do mundo, estima-se que ela tenha nada menos que 4.765 anos de idade! Essa raridade vive no Bosque de Matusalém, localizado na Floresta Nacional de Inyo, na Califórnia, e sua localização exata é mantida sob segredo, para evitar que a árvore sofra qualquer tipo de vandalismo.

2 - Sarv-e-Abarkooh

(Fonte da imagem: Reprodução/WIRED)

Trata-se de um cipreste gigante que vive no Irã, contando com uma idade estimada entre 4.000 e 4.500 anos. Acredita-se que essa árvore seja o organismo vivo mais antigo da Ásia, contando com uma altura de 25 metros e circunferência de 18 metros. A Sarv-e-Abarkooh é um símbolo nacional e se encontra sob a proteção da Organização para a Proteção do Patrimônio Cultural do Irã.

3 - Llangernyw Yew

(Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia)

Estima-se que esse enorme teixo, localizado no vilarejo de Llangernyw, no País de Gales, conte com uma idade entre os 3 e 4 mil anos. Segundo os botânicos, essas plantas conseguem sobreviver por tanto tempo graças aos novos ramos que vão se fundindo aos mais antigos, fazendo com que as árvores continuem vivas mesmo depois que o tronco principal tenha morrido.

Tanto que o núcleo original da Llangernyw Yew já se perdeu há muito tempo, mas a árvore continua viva, contando com uma circunferência de base que chega a medir mais de 10 metros.

4 – Alerce-da-patagônia

(Fonte da imagem: Reprodução/WIRED)

Essa incrível conífera conta com uma idade estimada em 3.620 anos e é nativa da região da Patagônia. Essas árvores chegam a alcançar mais de 45 metros de altura, embora ganhem apenas alguns milímetros de circunferência de tronco a cada ano. Sendo assim, pode demorar um milênio até que elas cheguem à sua altura máxima.

5 - Jōmon Sugi

(Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia)

Essa belíssima planta, localizada em Yakushima, no Japão, conta com uma idade estimada em — pelo menos — 2 mil anos, embora algumas estimativas apontem que essa árvore possa, inclusive, ter mais de 7 mil anos de idade. Com uma altura de mais de 25 metros e uma circunferência de tronco de mais de 16, a Jōmon Sugi é considerada a maior conífera do Japão.

Curiosidades

A árvore tida como a quinta mais antiga do mundo, conhecida como “The Senator”, foi destruída em um incêndio criminoso nos Estados Unidos este ano. Já o maior cajueiro do planeta, localizado em Parnamirim, no Rio Grande do Norte, embora ocupe uma incrível área de 8.500 metros quadrados e produza uma safra de cajus de aproximadamente 2,5 toneladas por ano, teria sido plantado em 1888, contando, portanto, com apenas 124 anos de idade.

Atualização

Conforme apontou um de nossos leitores, Marcelo Dos Santos Cabral, pesquisadores da Universidade Umeå, na Suécia, identificaram um espécime de pinheiro — Picea abies — com idade estimada de mais de 9.500 anos. Isso significa que, embora existam listas com as árvores mais antigas do mundo, novas plantas milenárias continuam sendo encontradas pelo mundo, muitas vezes por mero acaso!