Deformações, mutações genéticas, doenças raras. Por anos, essas eram as principais atrações nos famosos “freak shows”.

Durante o século 19, muitas das pessoas que nasciam com deficiências físicas eram abandonadas e não tinham esperança na medicina. Como alternativa para sobreviverem, rendiam-se aos empresários dos “shows de horrores”, que usavam as anormalidades para lucrar. 

Phineas Barnum era um dos principais produtores do ramo e, em 1881, fundiu seus negócios com James Bailey, criando o “Barnum e Bailey”. Chegando a ter mais de mil artistas contratados, esse foi o maior circo do mundo por muito tempo.

O sucesso era tanto que, em 1932, foi lançado o filme “Freaks”, mostrando vários dos artistas de circo da época. Dirigido e produzido por Tod Browning, o longa tinha como objetivo diminuir a intolerância e mostrar como os artistas eram gentis.

Infelizmente, durante as filmagens a equipe foi proibida de almoçar nos estúdios da MGM por causar repulsa às outras pessoas do local. 

Conheça algumas das atrações dos “freak shows”:

1. A Menina-Camelo

Ella Harper possuía uma condição ortopédica muito rara: seus joelhos eram dobrados para trás. Quando passou a se apresentar em circos, Ella era chamada pelos jornais de “a mais maravilhosa aberração da natureza, desde a criação do mundo”. 

2. O homem de três pernas

Frank Lentini nasceu em 1889, na Itália, e se tornou famoso no mundo por possuir três pernas e dois órgãos genitais. Sua condição é conhecida como “gêmeo parasita”, quando um feto não se desenvolve bem e acaba sendo “englobado” pelo outro. 

3. A mulher de quatro pernas

Diferente de Frank Lentini, Josephene Myrtle Corbin teve Dípigo (Dipygus) ou Síndrome da Duplicação Caudal. A garota nasceu com duas pélvis, dois aparelhos reprodutores e excretores e quatro pernas. 

4. A Garota-Pássaro

Minnie Woolsey sofria de Síndrome de Seckel, caracterizada por atraso do crescimento intrauterino, nanismo, perfil de “cabeça de pássaro”, microcefalia e retardo mental.

5. O Homem-Elástico

Felix Wehler sofria da Síndrome de Ehlers-Danlos ou Cutis elástica, causada por um defeito na síntese de colágeno. 

6. O Alfineteiro Humano

Imagine ser perfurado diversas vezes, em diferentes lugares pontos, e nada acontecer? Esse era o “talento” apresentado por Mirin Dajo na década de 40. Ele ficava estático no palco enquanto seu assistente atravessava lâminas de esgrima por todo o seu corpo. Apesar da prática, Dajo acabou morrendo enquanto tentava engolir uma espada.

Você pode assistir a uma de suas apresentações aqui.

7. A mulher pela metade

Gabrielle Fuller se juntou ao circo por volta de 1900. Apesar de sua condição, casou-se duas vezes.

8. O Homem-Cachorro

Fyodor Yevtishchev nasceu em 1868 na Rússia e ficou conhecido como o “homem-cachorro”. Sua doença, Hipertricose, fez com que pelos aparecerem em excesso por todo o seu corpo. Ele morreu aos 35 anos, de pneumonia.

9. O Homem-Coruja

Joe Martin Laurello nasceu em Nuremberg, Alemanha, em 1886. Durante três anos ele treinou sua habilidade de girar a cabeça em 180 graus. 

10. A Menina Pé-Grande

Nascida em 1860, Fanny Mills sofria do Mal de Milroy, que causava deformações em seus membros inferiores, fazendo com que eles tivessem metade de todo o seu peso corporal. 

11. O homem com três olhos 

Nascido em 1913, William “Bill” Durks tinha displasia frontonasal, o que fez com que seu rosto ficasse com uma fenda, dividido ao meio. Durante as apresentações, Bill ainda pintava um terceiro olho em seu rosto, aumentando sua fama. 

12. A Mulher-Barbada

Com apenas 9 meses de idade, Annie Jones já começou a apresentar barba em seu rosto. Desde pequena em espetáculos freak, ela foi uma das atrações mais bem pagas da época. 

13. O Garoto-Lagosta

Grady Franklin Stiles Jr., nascido em 1937, era vítima da ectrodactilia, condição que faz com que os dedos das mãos e dos pés fiquem unidos, formando garras. Seus antepassados também possuíam essa modificação corporal e participavam dos freak shows. Por isso, desde pequeno Grady já foi inserido no meio, sendo conhecido como o “Garoto-Lagosta”.

Grady era alcoólatra e muito violento, tendo assassinado o noivo de sua filha dias antes do casamento. Foi julgado e declarado culpado, mas, como nenhuma prisão era equipada para manter alguém com ectrodactilia, cumpriu a pena em domicílio. Devido ao seu histórico de violência, sua esposa pagou outro artista circense para assassiná-lo. 

14. Os boxeadores circenses 

Devido às suas medidas. Oddity Fat e Skinny Man faziam um quadro de humor em que simulavam uma luta.

15. A mulher mais feia do mundo

Mary Ann Bevan tinha uma vida normal: era enfermeira e havia se casado com Thomas Bevan. Porém, em pouco tempo começou a apresentar sinais de acromegalia, um tipo de gigantismo que causa distorção óssea.

16. Família Lucasie – Os Albinos

Era muito comum que, durante as apresentações, fossem fantasiados detalhes sobre as atrações. No caso da família Lucasie, era divulgado que seus olhos eram quadrados e que, por isso, eles não os fechavam nem para dormir. 

17. A Mulher-Esqueleto

Rosa Lee Plemons nasceu em 1873 pesando apenas 450 gramas. Ela está no “Guinness Book” como o adulto mais leve da história.

18. As gêmeas siamesas

Em 1908, Kate Skinner deu à luz a Daisy e Violet, gêmeas siamesas que nasceram unidas pelo quadril, compartilhando apenas a circulação sanguínea. Logo que as viu, Mary Hilton, chefe de Kate, percebeu o potencial comercial das garotas e as adotou, colocando-as em um show de horrores. Em 1969, as duas morreram vítimas da Gripe de Hong Kong.

19. A menor mulher

Portadora de um nanismo raro, Lucia Zarate só atingiu 51 cm de altura. 

Outros casos curiosos