Quem assistiu a “Friends” possivelmente se lembra de quando Phoebe disse a Ross que não acreditava na Evolução, levando o paleontólogo a um quase colapso nervoso. Se a série se passasse nos dias de hoje, talvez Ross tivesse outro argumento para usar na discussão com a amiga: um músculo inexistente no antebraço de algumas pessoas.

O tal músculo tem grande importância em termos evolutivos, e você pode fazer o teste agora mesmo e descobrir se ele está presente em seu corpo ou não. Basicamente, você deve virar as palmas das mãos para cima e encostar o dedo mínimo ao polegar de cada mão – isso com o braço sobre uma região plana, como uma mesa. Depois, levante a mão um pouco. Se ficou difícil entender, veja o exercício sendo feito no vídeo abaixo a partir do minuto 0:29.

Darwin riu por último

A teoria do evolucionismo de Darwin, que basicamente defende a ideia de que as espécies sofrem modificações à medida que evoluem, para que se adaptem ao ambiente onde vivem, pode ser comprovada por uma estrutura que fica – ou não – saliente na região do antebraço.

Em termos numéricos, sabe-se que até 15% das pessoas não possuem mais esse músculo e, apesar da falta dele, nenhum funcionamento do corpo é afetado. Acredita-se que o tal músculo, que já nem existe em muita gente, seja um vestígio herdado de nossos antecessores, que precisavam dele para realizar atividades como subir em árvores.

A inutilidade do músculo é também o motivo pelo qual ele é muitas vezes removido em procedimentos cirúrgicos, para que médicos façam reconstituições, procedimentos estéticos e enxertos em pacientes acidentados ou com alguma outra condição de saúde. O vídeo acima traz também outros traços que mostram a evolução das espécies – você pode ativar as legendas nas configurações do YouTube.

O que você pensa a respeito da teoria evolutiva de Darwin? Comente no Fórum do Mega Curioso