1 – Castelo de Alnwick

Você assistiu aos filmes “Harry Potter e a Pedra Filosofal” e “Harry Potter e a Câmara Secreta”? Então você deve se recordar do incrível castelo onde ficava a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, certo? Esse local não foi construído em um estúdio nem criado completamente por computador. Em realidade, os dois primeiros filmes da franquia dos bruxinhos foram gravados no Castelo de Alnwick, na Inglaterra — que é aberto ao público.

O castelo foi construído no século 11 e, além de ter sido retratado na trama de Harry Potter, teve um importante papel na história do Reino Unido. Ele foi um dos locais mais importantes durante a Guerra das Rosas, travada entre as famílias Lancaster e York no século 15. Mais especificamente, Alnwick foi um de três castelos que a Rainha Margaret conseguiu reconquistar depois de seu marido, Rei Enrique VI, ser derrubado do trono.

2 – Castelo de Doune

Você se recorda do filme “Monty Python – Em Busca do Cálice Sagrado”? Essa clássica comédia reconta a lenda do Rei Artur e sua heroica busca para encontrar o Santo Graal — e usou o Castelo de Doune como uma das locações para as filmagens. Aliás, a edificação fez aparições em outras ocasiões, como em Game of Thrones, por exemplo, onde é o endereço da família Stark — ou seja, Winterfell —, e pode ser visitado pelo público.

Situado em Stirling, na Escócia, o Castelo de Doune foi construído no século 14 e teve inúmeras funções ao longo da História. Ele foi utilizado como local de descanso para vários membros da nobreza, como Maria da Escócia, Margarida Tudor, Margarida da Dinamarca (Rainha da Escócia) e Maria de Gueldres, entre outros, assim como prisão para os dissidentes do trono escocês e até como posto militar.

3 – Mentmore Towers

Olhe bem para o incrível palácio da imagem logo abaixo e tente se lembrar de onde você o conhece! Chamado Mentmore Towers, ele fica situado no interior na Inglaterra, em Buckinghamshire, e foi construído no século 19 para servir como casa de campo para a família Rothschild. Dê mais uma espiadinha na — singela — residência:

E aí, conseguiu recordar de onde você conhece esse casarão? Se você pensou na mansão de Bruce Wayne em “Batman Begins”, acertou em cheio! Mas, se você se lembrou de tê-lo visto em “O Retorno da Múmia”, “De Olhos Bem Fechados”, “Contos Proibidos do Marquês de Sade” e “Johnny English”, acertou também.

4 – Castelo de Neuschwanstein

Você já deve ter visto o castelo da Bela Adormecida da Disney centenas de vezes. Pois ele foi inspirado no belíssimo Castelo de Neuschwanstein — um palácio alemão do século 19 localizado na Bavária, próximo à fronteira com a Áustria. Atualmente, o local recebe, em média, 6 mil visitantes por dia durante os meses de verão, e a sua construção não teve nada a ver com contos de fadas ou donzelas em perigo!

Neuschwanstein foi erigido a mando do Rei Luís II da Bavária para servir como local de descanso para o nobre, e a inspiração veio das obras do compositor alemão Richard Wagner, que era um grande amigo e protegido do monarca. Infelizmente, quando a obra foi concluída, Wagner já havia falecido há algum tempo, e o próprio Luís faleceu menos de um ano depois.

5 – Timberline Lodge

“O Iluminado” está entre os maiores clássicos de terror do cinema, e Stanley Kubrick usou um hotel real para ambientar a história de Stephen King — que serviu de inspiração para o longa: o Timberline Lodge.

Localizado na face sul do Monte Hood, no Oregon, o estabelecimento foi construído na década de 30 por iniciativa da Works Progress Administration, agência governamental criada para dar trabalho aos milhões de norte-americanos que perderam seus empregos durante a Grande Depressão. Hoje, o Timberline Lodge recebe 2 milhões de visitantes por ano — e, entre as suas atrações, não existem fantasmas nem assassinos empunhando machados.

6 – Henry River Mill Village

Você é fã da série de filmes “Jogos Vorazes”? Como você sabe, Katniss Everdeen, a heroína da trama, reside no Distrito 12 — um local que, convenhamos, não é o que podemos chamar de idílico e feliz, não é mesmo? Pois, se você pensava que o pobre distrito foi construído em um estúdio, saiba que você está enganado!

As filmagens foram feitas em um vilarejo abandonado chamado Henry River Mill Village, situado na Carolina do Norte, que, no passado, abrigava uma dinâmica comunidade que se dedicava à indústria têxtil. No entanto, os negócios caíram em declínio, o povo começou a abandonar a vila e, por fim, o último habitante foi embora nos anos 70. Atualmente, Henry River Mill Village não só pode ser visitada, como foi posta à venda por US$ 14 milhões!

7 – Salto Ángel

Não são apenas os filmes que usam cenários reais para ambientar suas tramas. As animações também fazem isso, e um exemplo é “Up – Altas Aventuras”, da Pixar, que se inspirou no Salto Ángel, na Venezuela, para criar o Paraíso das Cachoeiras, local paradisíaco onde Carl, o velhinho viúvo da história, deseja fixar residência.

Na vida real, Salto Ángel também é um local paradisíaco! A cachoeira tem uma queda ininterrupta de mais de 800 metros, o que faz dela o salto mais alto do mundo. Seu nome original é Kerepakupai-meru — ou “queda de água até o lugar mais profundo”, na língua pemon—, mas ela acabou ficando conhecida como Salto Ángel graças ao aviador e explorador norte-americano Jimmy Angel.

Jimmy teria “descoberto” a cachoeira em 1933 e, quatro anos depois, resolveu pousar com seu avião no topo da montanha onde o salto se encontra. Só que a aeronave acabou ficando presa, e ele foi obrigado a descer de lá — acompanhado de três passageiros — a pé, aventura que durou 11 dias. Entretanto, o piloto certamente criou uma conexão muito forte com o local, pois, quando ele faleceu, em 1956, suas cinzas foram jogadas na cachoeira.

***

Você se recorda de mais lugares reais que foram usados em filmes? Comente no Fórum do Mega Curioso