Antes de tudo, calma lá! Não vá pensando em injetar testosterona por conta própria na esperança de que seu “coleguinha” vire o mangalarga da sua roda de amigos. O caso em questão aconteceu no Paquistão, quando um homem de 34 anos precisou fazer um tratamento com o hormônio para curar um problema de hipogonadismo.

Isso acontece quando os testículos não produzem hormônio suficiente para desenvolver os traços característicos de cada sexo. Normalmente, isso é diagnosticado com bastante antecedência. O paciente paquistanês é um exemplo de alguém que demorou muito para descobrir os motivos que o faziam não ter barba ou pelos em outras partes do corpo, como no púbis e nas axilas. Além disso, ele tinha um pênis com tamanho equivalente ao de um adolescente de 12 anos.

Com o tratamento, ele conseguiu praticamente dobrar essa medida, chegando a “impressionantes” 9,5 centímetros. O hipogonadismo começa ainda na fase fetal, com o bebê geneticamente masculino podendo ter seus órgãos atrofiados a ponto de parecerem uma vagina! O mais comum, entretanto, é a falta de desenvolvimento desses aparelhos reprodutores.

Antes do tratamento, paquistanês tinha um pênis de apenas 5 cm

O homem paquistanês foi tratado no Hospital Universitário de Aga Khan, na cidade de Carachi. Ele resolveu procurar ajuda por conta dos pelos faciais, que nunca apareceram. Os médicos acabaram descobrindo que ele nunca teve ereções noturnas nem tinha ejaculado em toda a sua vida!

Após exames, descobriu-se que o cara tinha apenas 55,99 nanogramas de testosterona por declilitro (ng/dL), enquanto o nível médio dos homens de sua região é de 270 a 1.070 ng/dL. Durante 9 meses, ele precisou aplicar hormônios e acabou tendo um aumento de pênis e de saco escrotal. Seu caso inusitado foi relatado em um periódico britânico de assuntos médicos.

Apesar de ser uma condição rara de ser diagnosticada na fase adulta, os médicos que atenderam esse homem explicam que muitos outros podem sofrer do mesmo problema sem jamais comentar algo por conta da vergonha. Se você acredita que pode ter o mesmo problema, procure um especialista. E reforçando: nada de tentar tratar isso em casa, hein? 

***

Você sabia que o Mega Curioso também está no Instagram? Clique aqui para nos seguir e ficar por dentro de curiosidades exclusivas!