Essa pode ser uma ótima notícia para quem não resiste a um lanchinho perto da hora de dormir. Em um artigo recente da revista Time, algumas nutricionistas renomadas afirmaram que fazer uma pequena refeição antes de dormir pode ser muito bom e ajudar as pessoas a dormirem melhor.

Segundo elas, esse lanchinho mantém os níveis de açúcar no sangue estabilizados durante o longo tempo que ficamos na cama, auxiliando a boa noite de sono. De acordo com a nutricionista clínica sênior, da Universidade do Texas, Stephanie Maxson, a baixa de açúcar no sangue pode te acordar no meio da noite e fazer com que você se sinta fraco pela manhã.

“Além disso, ter um pouco de comida em sua barriga enquanto você dorme impede a liberação de hormônios da fome que informam o seu corpo para armazenar gordura”, disse nutricionista e fundadora da HealthySimpleLife.com, Cassie Bjork, à revista Time.

O que comer?

Então, basicamente, se você não comer mais nada entre o jantar e o café da manhã, é provável ter mais chances de ser engordar e se sentir cansado. Agora talvez você esteja superfeliz de poder assaltar a geladeira antes de dormir, mas, você sabe o que vem em seguida dessa informação, não é?

Então, vamos lá: não é qualquer coisa que você pode comer antes de dormir, logicamente. Encher a barriga de opções gordurosas e pesadas, como sanduíches, frituras, pizzas cheias de queijo, salgadinhos, além de doces, não vai ter o efeito benéfico no seu sono e muito menos na balança.

Alimentos açucarados e processados vão causar uma grande elevação do açúcar no sangue seguida por uma queda brusca, o que é prejudicial. Em vez disso, tente consumir alimentos que levam mais tempo para serem digeridos, como frutas frescas ou oleaginosas (nozes, amêndoas), grãos integrais e legumes com baixos níveis de amido, além de iogurtes leves.  

Opções certas

E, se você pratica atividade física, uma opção proteica pode ajudar a reparar os seus músculos enquanto você descansa — como uma porção pequena de frango ou peito de peru —, promovendo também a melhora de um aminoácido essencial chamado triptofano, que é benéfico para o sono.

Agora mais uma notícia boa: pipoca pode! Mas, lembre-se de não exagerar na porção. Além disso, prefira a versão caseira e não a de micro-ondas (que pode vir cheia de aditivos), preparando-a com pouquíssima gordura, além de sal reduzido. Assim, você pode curtir um filminho ou aquele programa de TV favorito sem culpa e sabendo que seu sono vai ser de qualidade.

Como possuem fibras e carboidratos complexos de baixo índice glicêmico, estes alimentos são lentamente digeridos e assim ajudam a evitar os picos de açúcar no sangue ou quedas, que podem mexer com o seu sono ou apetite. Ah, e não se esqueça de evitar qualquer coisa que contenha cafeína, incluindo alguns chás e o chocolate.