A virada do dia 31 de dezembro para 1º de janeiro é comemorada na maioria dos países do mundo que seguem o calendário gregoriano. Muita festa, fogos de artifício, tradições e superstições invadem esse período que marca o início de um novo ano.

No entanto, não são todos os países que comemoram a chegada de um ano novinho em folha no mesmo dia em que estamos acostumados. Muitos povos festejam o acontecimento no meio de janeiro ou fevereiro, abril ou até em setembro. Quer saber quais são eles? Confira abaixo.

Ano-Novo Chinês

Fonte da imagem: Shutterstock

A data do Ano-Novo Chinês não é comemorada somente pela China, mas também por diversos países do oriente que seguem o calendário chamado “lunissolar”. Este leva em consideração tanto as fases da Lua como a posição do Sol, sendo que a data do novo ano é baseada no primeiro dia do calendário lunar, que é corrigido pelo solar a cada três anos.

Geralmente, o feriado cai entre os dias 20 de janeiro e 20 de fevereiro. A data é comemorada com pratos típicos, fogos de artifício, danças do dragão nas ruas, troca de envelopes vermelhos com dinheiro entre os familiares, além de muita decoração vermelha e as famosas lanternas para atrair boa sorte.

Camboja

 

Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons

O Ano-Novo cambojano é conhecido como Chaul Chnam Thmey e comemorado no dia 13 ou 14 de abril, coincidindo com o movimento do sol do signo de Peixes ao de Áries, de acordo com as tradições budistas.

Nesse período, que também é chamado de festival da água, existem três dias de festividades: o primeiro é chamado de "Moha Songkran", o segundo "Virak Wanabat" e o último "Virak Loeurng Sak”. Durante esses dias, os cambojanos frequentam templos, fazem desfiles na rua ou participam de jogos tradicionais, sendo comemorações mais tranquilas sem muito barulho ou fogos de artifício.

Tailândia

Fonte da imagem: Reprodução/Tejas For You

O Ano-Novo da Tailândia é comemorado no mesmo período do Camboja, seguindo o mesmo calendário, assim como em Laos e Myanmar. Chamado de Songkran, o período é marcado por comemorações em que os tailandeses saem às ruas com pistolas de água para molhar uns aos outros.

Esse costume originou-se como uma forma de benção. Para isso, a água a ser utilizada é derramada sobre estátuas de Buda. A ação acontece para uma purificação e, em seguida, a água é recolhida como “abençoada” para dar boa sorte às pessoas. Tudo vira uma grande brincadeira de que até os turistas participam. 

Vietnã

No Vietnã, a passagem de ano é mais conhecida pelo nome de Tết ou “Ano-Novo Lunar Vietnamita”, seguindo o mesmo período do Ano-Novo Chinês. O feriado cai sempre entre os dias 20 de janeiro e 20 de fevereiro, marcando a chegada da primavera com base no calendário chinês lunissolar.

Sri Lanka

Assim como no Camboja e na Tailândia, o Ano-Novo no Sri Lanka também acontece no dia 13 ou 14 de abril, seguindo as tradições e rituais budistas. Porém, neste país, os festejos também acontecem com fogos de artifício, trocas de presentes, além de cerimônias de luzes e purificação.

Israel

Fonte da imagem: Shutterstock

O Ano-Novo judaico em Israel — e em todas as comunidades judaicas — é comemorado no mês de setembro, sendo variável nos dias. Conhecido como o Rosh Hashaná, o período é marcado por festividades, orações e jejum, seguido de consumo de comidas para atrair sorte.

O período de comemorações se inicia desde o pôr do sol do dia anterior até o anoitecer do dia posterior. Em 2013, a data foi comemorada no dia 5 de setembro, e os judeus consideram seu ano atual como 5774, baseando-se na data de criação do mundo de acordo com a literatura rabínica. 

Índia

Fonte da imagem: Reprodução/Sullivan Entertainment

No hinduísmo, as várias culturas regionais celebram o Ano-Novo em diferentes épocas do ano. Em Assam, Kerala, Nepal, Orissa, Punjab e Tamil Nadu, as famílias celebram o novo ano quando o Sol entra em Áries no calendário hindu. Isso acontece geralmente no dia 14 ou 15 de abril, dependendo do ano bissexto.

Em outros lugares no norte e centro da Índia, o calendário Vikram Samvat é seguido. De acordo com ele, o Ano-Novo é o primeiro dia do mês Chaitra, caindo entre 21 e 23 de março, coincidindo com o equinócio de primavera (do Hemisfério Norte) do calendário gregoriano. Alguns povoados comemoram no dia 1º de outubro.

Para celebrar, os indianos fazem decoração com luzes, incensos e fogos de artifício, que são utilizados para afastar as forças maléficas e começar o ano com sorte.

Irã

Seguindo o calendário Persa, o Ano-Novo iraniano é conhecido como Nowruz, coincidindo também com o primeiro dia da primavera — entre 21 e 23 de março. O feriado também é comemorado e observado por muitas partes da Ásia Central, Sul da Ásia, noroeste da China, Crimeia e alguns grupos nos Balcãs.

Ano-Novo Islâmico

Fonte da imagem: Reprodução/Time and Date

O Ano-Novo islâmico é baseado em um calendário lunar composto por doze meses de 29 ou 30 dias ao longo de um ano com 354 ou 355 dias, sendo que a contagem do tempo deste calendário começa com a Hégira — a fuga de Maomé de Meca para Medina, em 16 de julho de 622.

De acordo com o calendário, a virada do ano é observada no primeiro dia de Muharram, que cai em torno do dia 7 de dezembro. A cada ano, os meses desse calendário islâmico têm início 11 dias mais cedo em relação ao calendário gregoriano. O ano atual para os islâmicos é de 1435.