É muito provável que você conheça a Hello Kitty, aquela gatinha japonesa superfofa que recentemente comemorou 40 anos com uma viagem espacial e estampa pijamas, estojos, eletrodomésticos e tudo o que você imaginar. Agora, esteja preparado para uma verdade chocante: Hello Kitty não é uma gata, e sim uma menina!

A revelação foi feita pela própria Sanrio, a empresa que detém os direitos da imagem da personagem, a Christine Yano, uma antropóloga e professora que passou anos estudando o fenômeno Hello Kitty, chegando a publicar um livro sobre o assunto.

Na ocasião, Christine estava preparando legendas para a exposição comemorativa dos 40 anos da ex-gata. Ao submeter seu planejamento para a Sanrio, veio a surpresa: “Eu fui corrigida – e com bastante firmeza”, contou a professora.

“A Hello Kitty não é uma gata. Ela é um personagem de desenho. É uma menininha, uma amiga, mas não uma gata. Ela nunca apareceu andando sobre quatro patas, pois ela anda e senta como um ser bípede. Ela tem até um gatinho de estimação”, contou Christine ao jornal LA Times.

A verdade por trás de Hello Kitty

Segundo a Sanrio, o nome verdadeiro da personagem é Kitty White, e ela nasceu no sul da Inglaterra no dia 1º de novembro de 1974. Ela é do signo de Escorpião e seu sangue é do tipo A. Kitty tem uma irmã gêmea, Minny White, e vive em um subúrbio não revelado de Londres com seu pai George e sua mãe Mary, de acordo com seu perfil na internet.

Apesar de se parecer com um gato e ter bigodes e orelhas pontudas, Kitty tem seu próprio animal de estimação: um gato chamado Charmmy Kitty. “Sua história de vida sempre esteve no site”, declarou o porta-voz da empresa à agência de notícias AFP, acrescentando que a personificação tem por objetivo fazer com que os fãs se sintam próximos da personagem e a encarem “como uma amiga”.

Por que a Hello Kitty não tem boca?

Embora algumas pessoas digam que a Hello Kitty não tem boca porque “ela fala com o coração”, a verdade é que a ausência de expressão da personagem permite que as pessoas projetem seus próprios sentimentos nela.

“Kitty parece feliz quando as pessoas estão felizes. Ela parece triste quando elas estão tristes. Por motivos psicológicos, achamos que ela não deveria estar presa a nenhuma emoção específica, e é por isso que ela não tem boca”, explicou Yuko Yamaguchi, a atual designer oficial da personagem à revista Time.

Christine Yano acrescenta que a ausência de expressão torna a personagem mais viável comercialmente. “Ela funciona e faz sucesso em parte por causa de seu design ‘vazio’. As pessoas veem uma série de sentimentos possíveis. Você pode colocá-la tocando guitarra, você pode colocá-la em cima do palco, você pode retratá-la da forma como ela está. Esse ‘vazio’ faz com que ela se torne atrativa para muitos tipos de pessoa”, disse ela.

Via Em Resumo