Chuva de aranhas assusta moradores do Paraná

Fenômeno ocorreu em uma propriedade rural no norte do Estado e foi causado pelo desequilíbrio ambiental.
Por em
Fonte da imagem: Reprodução Chuva de aranhas assusta moradores do Paraná

Um fato curioso invadiu as redes sociais ao longo da última semana (03/02): o vídeo com o que está sendo chamado de “chuva de aranhas” deixou muita gente preocupada em encontrar pela frente centenas de aracnídeos suspensos no ar.

O fenômeno aconteceu em uma propriedade rural de Santo Antônio da Platina, no norte do Paraná, e foi causado pelo desequilíbrio ambiental na região. Milhares de aranhas Anelosimus eximius – espécie conhecida como “tecedeira-sombria” – construíram enormes redes de teias entre fios de luz, postes de energia e árvores para capturar presas, geralmente insetos de médio porte.

No domingo, dia 03 de fevereiro, o designer Érick Reis registrava um casamento em uma chácara quando flagrou o fenômeno, capturou imagens e publicou o vídeo na rede. Em pouco tempo, o material passou das 15 mil visualizações.

Em entrevista ao jornal local Gazeta do Povo, Luiz Carlos de Pontes Silva, professor de biologia da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), diz que a falta de predadores naturais, como aves e morcegos, faz com que as aranhas encontrem o ambiente ideal para o desenvolvimento.

O pesquisador aponta ainda um estudo que fez na região durante o ano passado que mostra que um aumento considerável na população de aranhas como consequência da troca de arvores frutíferas (que atraem morcegos e aves) por pastagens.

Pontes Silva explica que as teias normalmente são feitas pelas fêmeas, no entanto, com a aproximação do período de reprodução – que ocorre nesta época do ano –, os machos também passam a fazer teias para impressionar as fêmeas. É exatamente esta competição que deixa o local coberto de teias, que são bastante resistentes.

Embora o fenômeno seja bastante impressionante, o biólogo faz um alerta: o melhor é ficar longe dos animais, pois a espécie é bastante agressiva, e o contato pode causar alergias em adultos saudáveis, além de complicações que chegam até o choque anafilático para crianças e pessoas com a saúde debilitada.

E você, o que faria se desse de cara com uma “chuva” de tecedeiras-sombrias?

Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? Colabore com o autor clicando aqui!

Comentários (0)