5 mistérios intrigantes que jamais foram solucionados

Confira alguns dos fatos mais curiosos do mundo e que nunca puderam ser explicados.

(Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia)

Quem é que não gosta de uma boa história de mistério? Pois apesar de toda a tecnologia e acesso a informações com a qual dispomos hoje em dia, existem alguns fatos, mensagens e objetos intrigantes cuja finalidade e proveniência jamais puderam ser explicadas.

O pessoal do site mother nature network publicou uma interessante matéria reunindo alguns dos maiores mistérios do mundo que jamais foram resolvidos, e você pode conferir alguns deles na seleção abaixo:

O Disco de Festo

(Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia)

Descoberto em Creta no ano de 1908, este curioso objeto de argila, datado da Era do Bronze, apresenta misteriosos hieróglifos completamente desconhecidos. Alguns pesquisadores acreditam que as inscrições presentes no disco se refiram a um alfabeto misterioso, um silabário ou até mesmo um logograma. De qualquer forma, o disco continua sendo um dos maiores mistérios arqueológicos do mundo.

O Manuscrito Voynich

(Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia)

Este misterioso livro, provavelmente escrito durante o século 15, vem intrigando pesquisadores e especialistas em criptografia de todo o mundo há muito tempo. O manuscrito conta com 240 páginas repletas de figuras e textos escritos em um idioma ou código que nunca foi decifrado, recebendo o nome Voynich graças ao livreiro norte-americano de origem polonesa Wilfrid Voynich, que adquiriu o volume em 1912.

O manuscrito apresenta, entre muitas de suas imagens, figuras de plantas que não parecem guardar qualquer relação com espécies conhecidas, e algumas das teorias sugerem que o livro pode ter pertencido a algum alquimista ou, quem sabe, seja uma farmacopeia medieval. Porém, a existência de diversos diagramas astronômicos misteriosos também levou muita gente a sugerir que o volume possa ser de origem alienígena.

Kryptos

(Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia)

Embora esta escultura, de autoria do artista norte-americano Jim Sanborn, tenha uma origem bem mais recente que a do Manuscrito Voynich, ela conta com quatro inscrições das quais uma ainda não foi decifrada.

A escultura fica localizada na entrada do quartel-general da CIA, e nem mesmo os agentes da Agência Central de Inteligência foram capazes de interpretar o código da quarta inscrição, mesmo depois de o criador da misteriosa obra ter fornecido algumas dicas de como desvendar a mensagem.

O Caso Taman Shud

(Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia)

Considerado um dos maiores mistérios da Austrália, o caso reúne os elementos necessários para uma boa história policial: o corpo de um homem desconhecido e a mensagem misteriosa “Taman Shud”, descoberta em um bolso secreto costurado na roupa do cadáver. Encontrado em 1948 na praia de Somerton, o falecido jamais foi identificado, embora o conteúdo da mensagem tenha sido traduzido como “terminado” ou “acabado”.

Segundo os investigadores, essa curiosa frase aparece na última página de uma coleção de poemas conhecida como “The Rubaiyat”, de Omar Khayyam, e uma cópia dos textos encontrada posteriormente contava com uma série de códigos que, acredita-se, tenha sido deixada pelo próprio falecido. Embora uma das teorias aponte que a inscrição possa se tratar de uma mensagem de suicídio, o mistério jamais foi solucionado.

Cifras de Beale

(Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia)

Consideradas como um dos maiores mistérios criptográficos do mundo, as Cifras de Beale supostamente indicam a localização de um dos maiores tesouros da história dos Estados Unidos. Deixadas por Thomas Beale em 1822, as cifras são compostas por três mensagens, das quais apenas a segunda foi decifrada, indicando que uma fabulosa quantidade de ouro, prata e joias se encontra enterrada em algum lugar do condado de Bedford, na Virgínia.

Surpreendentemente, a chave para desvendar essa parte da mensagem se encontrava na Declaração de Independência dos EUA, e até hoje existem caçadores que realizam escavações — a maioria delas ilegais — em busca do suposto tesouro.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? Colabore com o autor clicando aqui!

Comentários (0)