4 dos objetos mais demoníacos de todos os tempos

Confira uma lista de itens supostamente possuídos por seres malignos.
Fonte da imagem: shutterstock 4 dos objetos mais demoníacos de todos os tempos

Se você adora histórias de terror, certamente já deve ter ouvido falar de objetos sinistros que são assombrados e trazem consigo alguma presença ou influência diabólica. Inclusive existem inúmeros filmes que exploram esse tema — alguns baseados em “casos reais”, inclusive! —, e os itens possuídos pelo mal variam de joias a espelhos, além de bonecos e pinturas.

O pessoal do site Oddee publicou uma lista com os objetos malignos mais aterrorizantes que existem por aí, e se você estiver preparado para morrer de medo, pode conferir uma seleção com quatro deles abaixo:

1 – Annabelle, a Boneca

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee

Em 1970, uma mulher comprou uma boneca de pano antiga e deu de presente para a filha. Entretanto, algum tempo depois, a moça começou a perceber estranhos eventos relacionados com o brinquedo, que parecia se mover sozinho e era descoberto em diferentes cômodos da casa sem que ninguém o tirasse do lugar. Além disso, a moça também passou a encontrar papéis rabiscados com letra de criança, e viu a boneca de pé sozinha em uma ocasião.

Depois de conversar com um médium, a moça foi informada de que a boneca estava possuída pelo espírito de uma menina — chamada Annabelle — que havia morrido no prédio no qual a jovem morava, e após essa descoberta os eventos paranormais se intensificaram. A moça, então, decidiu apelar pela ajuda de um famoso casal de “caça-fantasmas”, descobrindo que o brinquedo estava, na verdade, possuído por um demônio mentiroso.

O casal — Ed e Lorraine Warren — levou a boneca e a enclausurou em uma caixa de vidro, e o brinquedo se encontra atualmente exposto no Museu do Ocultismo localizado em Connecticut.

2 – Quadro assombrado

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee

O sinistro quadro acima, criado em 1972 pelo artista Bill Stoneham, foi leiloado no eBay por um vendedor anônimo no ano 2000, ficando conhecido como uma das obras de arte mais assombradas do mundo. De acordo com o casal que comprou a peça — que consiste em um menino de pé ao lado de uma boneca medonha —, os personagens se moviam pela pintura à noite, e algumas vezes chegavam a desaparecer por completo.

Algumas pessoas diziam ver o menino do quadro perambulando pela sala na qual a pintura ficava, e todas as pessoas que estiveram em presença da obra afirmaram sentir fraqueza e mal-estar depois. Além disso, as crianças que entravam na sala e viam o quadro saiam correndo de lá, e diversos adultos descreveram sentir como se pequenas mãos os agarrassem.

O quadro foi comprado por uma galeria de arte de Michigan, e o autor ficou surpreso ao descobrir que sua obra estava envolvida em uma investigação paranormal. No entanto, Stoneham contou que as duas pessoas que originalmente puseram a pintura à mostra haviam morrido um ano depois de terem visto a obra.

3 – Espelho dos espíritos

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee

O espelho acima enfeita uma das paredes da Pousada Myrtles Plantation, localizada nos EUA, e supostamente contém os espíritos de uma mulher chamada Sara Woodruff e seus filhos. A família foi envenenada e, em vez de o espelho ser tapado com um lençol — um costume norte-americano — durante o funeral, o objeto ficou descoberto, aprisionando as almas dessas pessoas.

Diversos hóspedes afirmaram ter visto figuras no espelho e digitais de crianças na superfície, e apesar de supostamente ser assombrado, esse não é o único aspecto sinistro sobre a pousada. A estrutura foi construída sobre um antigo cemitério indígena, e circulam rumores de que pelo menos 10 assassinatos ocorreram no local. Myrtles Plantation é conhecida como uma das casas mais assombradas dos EUA, e eventos paranormais ocorrem praticamente todos os dias.

4 – Caixa Dibbuk

Fonte da imagem: Reprodução/The Dibbuk Box

A Caixa Dibbuk nada mais é do que uma caixa para vinho de madeira que, segundo o folclore judaico, contém um espírito sinistro capaz de assombrar e possuir os vivos. Inclusive existe um filme sobre ela, baseado em um caso famoso ocorrido no Oregon, nos EUA. Tudo começou depois que um colecionador de antiguidades comprou a caixa em um leilão, e depois de levá-la para a sua loja, uma série de coisas assustadoras começaram a acontecer.

Alguns dos eventos descritos eram sons sinistros vindos do local no qual a caixa ficava guardada, todas as lâmpadas da loja aparecendo quebradas e a presença de um cheiro terrível de urina de gato no ambiente. O colecionador, amedrontado, resolveu se desfazer da caixa, mas todas as pessoas que receberam o objeto de presente — presente de grego! — o devolviam pouco tempo depois, afirmando que havia algo demoníaco sobre ele.

Fonte da imagem: Reprodução/The Dibbuk Box

Por fim, após se vivenciar diversos acontecimentos paranormais em casa — como ver sombras sinistras e ter sempre o mesmo pesadelo terrível —, o colecionador decidiu leiloar o objeto no eBay, incluindo uma descrição detalhada sobre todos os acontecimentos relacionados com a caixa. Ela foi comprada pelo curador de um museu no Missouri, que lançou um livro (que deu origem ao filme) contando a história do objeto.

A Caixa Dibbuk havia pertencido a uma senhora judia que sobreviveu aos campos de concentração nazistas durante a guerra, e quando emigrou para os EUA, levava consigo apenas a caixa e outro par de pertences. A mulher havia expressado o desejo de ser enterrada com o objeto, mas por não se tratar de uma tradição judaica, o pedido não foi atendido. A caixa foi vendida pela neta dessa senhora, algum tempo depois de seu falecimento.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? Colabore com o autor clicando aqui!

Comentários (0)