Conhecido como o "pai da teoria política moderna", Niccolò Machiavelli (ou Nicolau Maquiavel) foi um diplomata italiano que é lembrado até hoje por seus métodos subversivamente prósperos em um mundo corrupto. Muitas pessoas costumam parafrasear Maquiavel, e o lema mais difundido é "os fins justificam os meios". Porém, não foi o diplomata quem proferiu esta frase.

Maquiavel nasceu em Florença, em 1469. Participou de missões diplomáticas na Espanha, na França e até no Vaticano. Quando a facção Médici tomou poder na Itália, Nicolau foi preso, torturado e exilado da cidade.

Fora de Florença, Maquiavel escreveu o livro “O Príncipe”. Nele, o autor recomenda que as pessoas tenham "habilidades" como astúcia, hipocrisia, crueldade e desumanidade para manter algum poder a todo custo.

Pensamentos

Hoje, uma boa parte dos estudiosos acredita que “O Príncipe”, na verdade, é uma sátira de tudo o que Maquiavel viu no mundo da política. Mesmo assim, muitos de seus comentários são certeiros e cruéis. Por exemplo:

  • "Todos veem o que você parece ser, poucos veem o que você realmente é"
  • "Quando fizer o bem, faça-o aos poucos. Quando for praticar o mal, faça-o de uma vez só"
  • "Já que amor e medo dificilmente podem existir juntos, se precisarmos escolher um deles, é muito mais seguro ser temido do que amado".
  • "Como é perigoso libertar um povo que prefere a escravidão"
  • "Nunca tente vencer pela força o que pode ser ganho pelo engano"

Abaixo, você lê a passagem que levou as pessoas a acreditarem que Maquiavel é o autor da famosa frase:

  • "Deixe um príncipe ter o crédito, e os meios sempre serão considerados honestos... Porque o vulgar sempre é tomado por aquilo que uma coisa parece ser e pelo que vem dela”.