Nanoimpressão 3D cria estruturas biocompatíveis, como vasos sanguíneos

Futuramente, esta técnica ainda poderá auxiliar médicos em transplantes a partir da produção de tecidos biológicos.
Por Ráisa Guerra em 22/09/2012

Pesquisadores mostram os vasos sanguínios criados pela nanoimpressão 3D (Fonte da imagem: Reprodução/RedOrbit)
A cada dia, a impressão em três dimensões surpreende pela quantidade de coisas incríveis que podem ser criadas. Além disso, qualquer pessoa já pode ter acesso a este tipo de tecnologia — que também chegou ao mercado em versões portáteis, permitindo produzir brinquedos, peças ou objetos ainda mais complexos em casa.

As possibilidades de criação são tantas que até a ciência já aderiu às praticidades oferecidas pelas impressoras 3D. Aparentemente, este tipo de técnica, quando empregada no reino da nanotecnologia, pode trazer diversos benefícios à saúde humana. Prova disso está no estudo realizado pelo pesquisador Pinar Zorlutuna, da Universidade da Califórnia de San Diego, que criou uma forma de fabricar estruturas tridimensionais e biocompatíveis.

Utilizando hidrogéis como materiais para construção, o cientista conseguiu criar, em poucos segundos, estruturas que serão perfeitas para o estudo e cultivo de células em laboratório — como células-tronco.

Além disso, este trabalho ainda poderá garantir futuramente outros grandes benefícios em transplantes ou enxertos. Nesses casos, a nanoimpressão 3D poderia gerar tecidos biológicos, trazendo benefícios para milhares de pessoas. Como exemplo, os médicos teriam a capacidade de “imprimir” uma seção artificial igual a uma parte danificada de um coração que passou por um infarto, substituindo essa parte e fazendo com que o paciente volte a ter um coração saudável.

Fonte: Inovação Tecnológica

Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? Colabore com o autor clicando aqui!

Comentários (0)