As youtubers Bria & Chrissy resolveram fazer mais uma experiência polêmica e ousada e, há uma semana, divulgaram um vídeo que mostra mulheres heterossexuais tocando a vagina de outra pela primeira vez em suas vidas.

Basicamente, as voluntárias colocaram uma luva e deram uma apalpada básica na genitália da “cobaia”. O motivo de tudo isso? Basicamente, transmitir uma imagem positiva sobre o corpo feminino.

Desde que foi publicado, o vídeo já foi visto quase 3 milhões de vezes. As reações das moças que aceitaram o desafio de tocar em uma vagina que não a delas foram relativamente parecidas. Ainda que a coisa toda possa gerar certo desconforto, a ideia não tinha um contexto sexual, até mesmo porque estamos falando de mulheres heterossexuais – e mesmo que não fossem; a experiência de nada teve a ver com qualquer tipo de erotização.

“Na verdade é bem menos assustador do que tocar um pênis”, disse uma das mulheres no vídeo. “Se mais de nós tivesse a oportunidade de fazer coisas desse tipo, não teríamos nossas cabeças tão bagunçadas; nós entenderíamos que é apenas um corpo”, disse outra. Assista:

Pelo fim do eterno tabu envolvendo o corpo feminino

Uma das participantes também deixou bem claro: se uma mulher heterossexual tocar em uma vagina, ela não se tornará lésbica em seguida. É óbvio, mas é sempre bom lembrar. “Eu acho que é muito desrespeitoso e rude e ofensivo sexualizar tudo o que uma mulher faz”, comentou outra das participantes – e nós não poderíamos concordar mais com ela nesse sentido! “Amar a si mesma é amar cada parte do seu corpo”, finalizou uma das participantes.

Tanto para Bria quanto para Chrissy, esse tipo de experimento pode ser uma forma mais saudável e aberta de discutir questões sobre sexualidade, autoconhecimento e autoaceitação. “Mulheres não são ensinadas a explorar seus corpos ou suas vaginas ou até mesmo a ser mulheres”, disseram as duas em declaração publicada no Huffington Post.

Ainda de acordo com as youtubers, as mulheres crescem com vergonha de seus corpos e ficam sempre em dúvida a respeito de si mesmas, “e essa é uma forma difícil de viver a vida”, avaliaram. “Seria bom se as pessoas vissem o quão pouco sabemos e o quanto isso afeta a forma como vemos a nós mesmas”.

Como chega a ser esperado em vídeos como esses, algumas respostas foram realmente positivas, mas muitos internautas fizeram comentários ofensivos e negativos. O que elas pensam sobre isso? “Os vídeos dão início a um diálogo e essa conversa ilumina muito do que está acontecendo na sociedade”. Você concorda?

Você participaria de um experimento como o de Bria e Chrissy? Comente no Fórum do Mega Curioso