A polêmica envolvendo a cantora Kesha, que processou o produtor Dr. Luke por abuso sexual e psicológico, trouxe à tona a importância da voz feminina e, inclusive, da sororidade, que é o suporte que uma mulher dá à outra. Nesse sentido, Taylor Swift mostrou que está ao lado de Kesha e doou para ela uma quantia significativa em dinheiro depois que o processo foi perdido judicialmente.

Esse empoderamento feminino é fundamental para que a situação das mulheres continue a melhorar. A seguir, conheça algumas fanpages que ajudam mulheres a serem mais livres:

1 – Vamos juntas?

Essa página incentiva a sororidade entre mulheres que nem mesmo se conhecem, como forma de proteção. É uma ótima dica.

Uma atitude tão simples. Uma atitude tão linda. ??Você já pode reservar o seu exemplar do "Vamos juntas? – O Guia da...

Posted by Vamos juntas? on Wednesday, 24 February 2016

2 – Revista AzMina

Criada, administrada e escrita por mulheres, a AzMina aborda temas relacionados ao feminismo de forma honesta e sensível.

O IBGE acaba de revelar que, em uma década, a diferença de trabalhos domésticos entre homens e mulheres aumentou em mais...

Publicado por Revista AzMina em Domingo, 21 de fevereiro de 2016

3 – Geledés Instituto da Mulher Negra

Se a ideia é entender e discutir a situação da mulher atual, precisamos levar em conta as dificuldades enfrentadas por mulheres negras em um país com fortes raízes escravocratas.

12 livros escritos por mulheres negras para ler em 2016#geledes #mulhernegra #literatura

Posted by Geledés Instituto da Mulher Negra on Tuesday, 23 February 2016

4 – Feministas revolucionárias

A página reúne matérias, imagens, listas e memes que abordam o feminismo em si ou apontam situações que nos fazem entender por que precisamos de feminismo.

eu preciso do feminismo porque:

Publicado por Feministas Revolucionárias em Quarta, 24 de fevereiro de 2016

5 – Não me Kahlo

Mais uma página que fala a respeito da necessidade do feminismo, fundamentando suas explicações com matérias que, diariamente, nos mostram dados sobre feminicídio, estupro, assédio e tantas outras questões que afetam as mulheres.

6 – As mina na História

Por muito tempo, mulheres simplesmente não tinham o direito de estudar, e aquelas que se destacavam de alguma maneira eram negligenciadas e esquecidas. Essa página retoma a importância das mulheres ao longo da História.

Adeline Virginia Stephen (Virginia Woolf), nasceu em Londres no dia 25 de Janeiro de 1882.A sua família pertencia à...

Posted by As Mina na História on Sunday, 24 January 2016

7 – Memória feminista

A página busca resgatar as contribuições do feminismo ao longo da História.

8 – Eta Mídia Machista

A ideia aqui é analisar a abordagem que a mídia dá às histórias envolvendo mulheres. Amenizar feminícidio com “crime passional” ou falar de estupro usando a palavra “abuso”, por exemplo, são maneiras de diminuir a gravidade do problema e, inclusive, de culpabilizar a vítima.

"Em 67,36% dos relatos, as violências foram cometidas por homens com quem as vítimas tinham ou já tiveram algum vínculo...

Posted by Eta mídia machista on Tuesday, 23 February 2016

9 – Lugar de Mulher

O Lugar de Mulher é uma fanpage que divulga as publicações de um site maravilhoso, de mesmo nome. Os textos, escritos tanto pelas criadoras do site, Clara Averbuck, Mari Messias e Polly, como por autoras convidadas, abordam discussões atuais sobre feminismo de forma direta, simples e, inclusive, divertida.

Nossa geração não foi criada pra se amar.

Posted by Lugar de Mulher on Friday, 19 February 2016

10 – Transfeminismo

Apenas uma das muitas páginas dedicadas às mulheres trans, que têm suas próprias lutas e merecem, como todas, espaço e respeito.

Pra quem diz que o país teira "outras prioridades",... se engana, haja visto que pessoas trans também são cidadãs. Ou...

Posted by Transfeminismo on Friday, 19 February 2016

11 – Cartazes e tirinhas LGBT

A página aborda assuntos relacionados à sexualidade, de forma geral, com discurso de liberdade e empoderamento, fundamental para o bem-estar de mulheres que são lésbicas, bissexuais, pansexuais ou assexuais.

TW: lesbofobia, assassinatoOs políticos brasileiros devem estar festejandoProíbem que se combata a discriminação...

Posted by Cartazes & Tirinhas LGBT on Thursday, 25 February 2016

***

Para você, é importante que discussões de gênero e sexualidade façam parte das redes sociais? Comente no Fórum do Mega Curioso