(Fonte da imagem: iStock)

Esqueça o que já foi falado sobre a “barriguinha de cerveja”. Segundo alguns cientistas da Alemanha, ela não passa de um mito. Em uma pesquisa que durou quatro anos e envolveu quase 20 mil pessoas, foi constatado que a chance de uma pessoa que bebe cerveja ter a barriga aumentada é a mesma de pessoas que não bebem.

Mas isso não significa que a bebida não cause aumento de peso. Ela interfere diretamente no acúmulo de gordura corporal total – ou seja, faz com que todo o corpo possa ser engordado, não apenas a barriga. As mulheres que participaram da pesquisa, por exemplo, tiveram acúmulo de gordura muito mais frequentemente na região dos quadris.

Segundo mostrado pelo Info, a pesquisa também revelou quais são as quantidades de cerveja que homens e mulheres julgam como sendo um consumo moderado. Para elas, isso representa quantidades de até 250 mL da bebida. Já eles afirmam que entre 500 e 1000 mL ainda é algo aceitável para um dia.