Pesquisadores descobrem como a meditação do Yoga reduz o stress

Exames de sangue comprovaram que esse método realmente influencia na saúde do organismo.
Por Rafael Gazzarrini em 15/10/2012

(Fonte da imagem: Reprodução/Shri-yoga-devi)

Há seis meses, estudiosos da Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA) comprovaram que um certo tipo de meditação do Yoga, chamado de Kirtan Kriya, pode ajudar a reduzir o stress de pessoas que cuidam de parentes doentes — como idosos que têm Alzheimer ou outro tipo de demência.

Esse tipo de descoberta já é um grande passo para afirmar os benefícios que a meditação tem sobre o corpo, mas os cientistas da UCLA levaram o assunto para um próximo nível e estudaram a maneira como esse processo ocorre.

Segundo o estudo, a meditação “acalma” os mecanismos biológicos que alertam o sistema de inflamação do organismo — o que é um resultado completamente contrário ao obtido com o stress. Dessa forma, o corpo passa por uma quantidade menor de agressões e fica mais saudável.

E como eles têm certeza disso?

Para confirmar esses resultados, foi necessário realizar uma pesquisa que durou oito semanas. Os pesquisadores da UCLA juntaram duas esquipes de participantes, sendo que uma meditou diariamente todos os dias, enquanto a outra apenas relaxou e escutou músicas.

Antes de os testes começarem, todas as pessoas passaram por exames sanguíneos. No final da pesquisa, os participantes passaram pelo mesmo procedimento médico e o grupo que meditou apresentou uma quantidade de proteínas inflamatórias bem menor do que a da outra “amostra”.

Dessa maneira, foi possível concluir que a meditação realmente é benéfica para o organismo e comprovar o processo que leva a esse benefício.

Fonte: UCLA Newsroom

Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? Colabore com o autor clicando aqui!

Comentários (0)