0

A vida é uma comédia

É, tem dia que não é fácil. Você bem que tenta disfarçar, respira fundo e conta até 10, coloca uma musiquinha e nada. Uma nuvem preta acompanha sua cabeça por onde quer que você vá. Tá certo que nem sempre é possível manter o bom humor, mas que tal rir mais? Inclusive dos seus problemas, por que não? O riso estimula a produção de endorfina no cérebro, alivia a tensão, melhora a oxigenação do sangue, rejuvenesce e, de quebra, ajuda a emagrecer. Estudos comprovam que apenas 10 minutos de gargalhadas podem eliminar cerca de 40 calorias. Então bora malhar esses músculos com uma sonora risada!

Uma leitura pode ser algo bastante relaxante se o tema for bem escolhido. Há anos acompanho a carreira do Luis Fernando Verissimo e recomendo sua obra sem erro. Conhecido por suas deliciosas crônicas, e com mais de 60 títulos publicados, o escritor também é jornalista, publicitário, cartunista, tradutor e músico.

Verissimo é o cara! Tenho vários de seus livros e não me canso de ler e reler. Dono de um estilo literário muito leve e inteligente, ele tem a capacidade única de retratar com muita irreverência toda a fúria do mundo e seus relacionamentos tragicômicos. Você acaba se reconhecendo em suas tramas e a vida se transforma em algo totalmente hilário... e ridículo.

Abaixo destaco algumas sugestões e sinopses dos mais divertidos livros deste incrível escritor:

O Melhor das Comédias da Vida Privada

Generoso, irônico, cúmplice - Veríssimo sabe como ninguém transformar em riso as sutis tiranias, as infidelidades, as paixões fulminantes, os ódios mortais. Em "O Melhor das Comédias da Vida Privada" o escritor gaúcho escolheu suas histórias preferidas do livro que se tornou um clássico do humor brasileiro nos anos 90, numa seleção imperdível que inclui 35 novas crônicas, inéditas em livro. Da crítica política, passando pela comédia de costumes, até a radiografia dos relacionamentos amorosos, este volume reúne histórias engraçadas, delicadas e confessionais que revelam nossas pequenas e grandes tragédias cotidianas.

Os amigos do penúltimo chope, a casa na serra, o lixo da vizinha, praia, férias. Um delicioso retrato da grande família brasileira, de sunga, pijama ou smoking, na corda bamba de todo dia. Aqui estão personagens que já se tornaram antológicos, como o marido do Dr. Pompeu, o Mendocinha, a mulher do Silva, as noivas do Grajaú, a Regininha. Com vivacidade e ironia, Verissimo decifra nossas comédias privadas, percorrendo o território lúbrico e impreciso da classe média, lugar de desejos bizarros e secretos.

Sexo na Cabeça

Pode ser no quarto, no banheiro, no escritório, no elevador, na cozinha, na piscina ou, dependendo da imaginação do leitor, em locais menos óbvios e mais excitantes. Sim, estamos falando de sexo... SEXO NA CABEÇA, uma seleção das melhores histórias de Luis Fernando Veríssimo sobre o assunto que mobiliza - e esquenta - multidões.

Verissimo, um dos cronistas mais sagazes da intimidade brasileira, mostra nesse livro que, para se pensar ´naquilo´, não há hora nem lugar - aliás, para se fazer, também não. Como um voyeur da nossa vida privada, ele nos revela os fetiches que alimentam as grandes paixões, o delicioso jogo da sedução, os sussurros açucarados - e ridículos - dos recém-apaixonados.

As Mentiras que os Homens Contam

Tudo começa lá na infância. E a primeira vítima é a mãe. Depois vêm as namoradas, a esposa, a sogra, a amante, os amigos, o chefe. E se torna um comportamento compulsivo. Muitas vezes lançamos mão delas para evitar algum tipo de constrangimento ou para escapar de broncas, outras pela terrível necessidade de não magoar os outros, ou até mesmo por mera brincadeira. Não tem como escapar — as mentiras vão sempre estar presentes no cotidiano do ser humano. Este é o primeiro livro da série de relançamentos da obra completa de Verissimo.

Todas as Histórias do Analista de Bagé

Ele recebe seus clientes de bombacha e pés no chão, nunca deixa de oferecer um chimarrão e o divã de seu consultório é coberto com um pelego. Psicanalista da linha "freudiano barbaridade" é acusado de ser grosseiro e machista, mas se defende: "digo o que tenho que dizer, o último desaforo que levei para casa foi a minha mulher." Assim é o Analista de Bagé um dos personagens mais marcantes de Luis Fernando Verissimo, que está de volta numa reedição atualizada com histórias deliciosas deste clássico do humor brasileiro.

Orgias

Se civilização é autocontrole, orgia é a festa ao contrário, a festa do excesso, a euforia sem limite protocolar. Bem, existem orgias e orgias - e é desses vários patamares de prazer e tentações que Luis Fernando Verissimo fala neste livro. A chegada do reveillon e a sucessão de festas de fim de ano são orgiásticas, a seu modo, quando revertem a posição que normalmente todos ocupam, nos escritórios, para se encenarem como festas em que é preciso desreprimir, festejar, de igual para igual, o ano que se foi e o que virá - quando evidentemente seremos melhores, marcaremos a ida ao dentista e vamos parar de fumar.

Poderia citar mais alguns títulos, como ‘O Jardim do Diabo’, ‘Gula - O Clube dos Anjos’, ‘A Décima Segunda Noite’ e 'O Opositor'- livros fantásticos e de leitura mais densa, para você se apaixonar de vez pelo Verissimo.

Até o próximo post!