Essa foi a maior explosão já observada na história da Astronomia
192
Compartilhamentos

Essa foi a maior explosão já observada na história da Astronomia

Último Vídeo

Quando o assunto é destruição da Terra, o primeiro pensamento provavelmente é a imagem de um meteoro gigante caindo pelos céus e extinguindo a raça humana — ou o planeta inteiro. Mas você sabia que corremos esse risco por outros meios?

Por explosão de magnetares, por exemplo. Já ouviu falar nisso? Caso não, saiba que magnetares são um tipo especial de estrela de nêutrons, que possui como característica principal um alto valor de campo magnético, alta emissão de raios X e gama. Apesar de possuírem tanta energia, são bem pequenos considerando sua natureza (20 km de diâmetro), e nem sempre brilham, tanto que só é possível identificar sua posição quando entram em erupção e emitem luz visível ou outros comprimentos de onda.

1

Desde 1979 cientistas já conheciam a estrela de nêutrons SGR 1806-20, com um campo magnético de um quatrilhão (10^15) de vezes maior que o da Terra, localizada a aproximadamente 50.000 anos-luz, na constelação de Sagitário. Em 27 de dezembro de 2004, detectou-se uma intensa explosão de raios gama, não visível a olho nu, que foi identificada como a maior explosão de um magnetar em toda a história. Nossa sorte foi a distância dele em relação a Terra, pois, se estivesse distante 10 anos-luz, teria causado uma extinção em massa no planeta. Em 0,1 segundo, ele liberou mais energia do que nosso Sol em 100.000 anos!

2

O acontecimento alertou os cientistas, que começaram a investigar o caso a fundo, pois essas estrelas não são detectadas facilmente e, apesar de pequeno, corremos o risco de uma explosão dessa magnitude atingir a Terra. Até hoje o magnetar conhecido mais próximo se chama 1E 1048.1-5937 e está a 9.000 anos-luz daqui. Esperamos que ele continue em paz por um bom tempo.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.