Casal russo constrói réplica de pirâmide egípcia em seu quintal

Casal russo constrói réplica de pirâmide egípcia em seu quintal

Último Vídeo

Quando é possível pensar que já se viu de tudo nesse mundo, eis que chega alguém muito mais ousado e surpreende com algo fascinante e, no aspecto geral, curioso. É exatamente essa a sensação que o casal Vakhrushev, que habita uma vila rural localizada há poucos quilômetros do centro de São Petersburgo, na Rússia, transmitiu após divulgar uma réplica da milenar Pirâmide de Gizé construída em seu quintal.

Focada na fidelidade e na reprodução exata do formato de uma das grandes maravilhas do mundo antigo, a pirâmide improvisada chama a atenção logo de cara pelo seu enorme tamanho, mesmo sendo 19 vezes menor do que a construção original. Segundo os arquitetos da réplica, foram necessários anos de estudo e observação para conseguir criar algo parecido, além de muito trabalho, já que foram empilhados cerca de 400 toneladas de blocos de concreto, que resultaram em uma fortificação de 9 metros de profundidade e 9 metros de altura a partir da superfície.

"Eu realmente estava tentando alcançar tamanhos exatos, com precisão de até um centímetro, no nível certo, não com erro de um ou dois centímetros, mas com o tamanho exato, perfeito e nada menos", disse Andrey Vakhrushev. “É claro que os blocos que usamos são diferentes, mas essa ainda é uma estrutura monolítica, fizemos cálculos cuidadosos em termos de alvenaria, tornando-a de uma maneira especial, para que fique o mais próximo possível do original.”

Várias viagens ao Egito para ver de perto a Pirâmide de Quéops e inúmeras tentativas de contactar um arquiteto que tivesse disposição para cuidar do projeto foram apenas parte de um longo processo que não teve seu período especificado, com poucos detalhes sobre sua elevação sendo divulgados.

Porém, após a construção da obra, atualmente conhecida como Pirâmide de Istinka, em homenagem a pequena vila que Andrey e Victoria Vakhrushev habitam, o que mais vem chamando a atenção são as propriedades particulares que a pirâmide supostamente possui. Segundo o casal, uma estadia de pouco tempo dentro das instalações pode chegar a curar doenças e ajudar o visitante a recuperar suas energias através de meditação e relaxamento corporal.

Custando entre US$ 50 e US$ 140 por noite, o casal oferta diversos planos para quem deseja experimentar o processo, garantindo que a pirâmide consegue até reforçar a imunidade e proteger contra o coronavírus. Alguém arrisca?

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.