Seja o primeiro a compartilhar

6 segredos incríveis descobertos na escrita cuneiforme

Nem todo mundo sabe, mas a nossa escrita não nasceu com um alfabeto. Antes de os homens inventarem um sistema formado por poucos fonemas (elementos que indicam sons), alguns povos já haviam inventado uma escrita muito antiga, elaborada por meio de marcações feitas com um utensílio chamado cunha em tábulas de argila.

Acredita-se que a escrita cuneiforme tenha sido inventada há mais de 5 mil anos — antes mesmo da criação dos hieróglifos pelos egípcios, sendo usada por vários povos da Mesopotâmia, como os sumérios e os acadianos.

Após muita pesquisa, a escrita cuneiforme finalmente foi decifrada durante o século XIX. Conheça 6 descobertas fantásticas feitas a partir dessa escrita.

1. A primeira obra literária é de uma mulher

(Fonte: World of History)(Fonte: World of History)

As mulheres foram excluídas de muitos aspectos da vida social por séculos, quiçá milênios, mas a decifração da escrita cuneiforme mostrou que a primeira obra literária a que se tem acesso foi feita por uma mulher. A sacerdotisa acadiana Enheduanna deixou uma tábula de argila na qual há várias informações sobre a sociedade de sua época.

2. A escrita nasce voltada ao comércio

(Fonte: O fascinante universo da história)(Fonte: O fascinante universo da história)

Para muita gente, a ideia da escrita está intimamente ligada ao desenvolvimento cultural de um povo — por meio da criação de obras poéticas ou de registros de histórias, mas, no caso da escrita cuneiforme, ela era extremamente difícil de aprender, já que tinha mais de 2 mil sinais diferentes.

Dessa forma, pesquisadores acabaram descobrindo que essa escrita tinha uma função mais "comercial" do que "cultural"— ela foi criada sobretudo para ser empregada na parte da contabilidade e na administração de bens.

3. A escrita cuneiforme também tinha números

(Fonte: UFAL)(Fonte: UFAL)

Os pesquisadores descobriram que a escrita cuneiforme também representava os números. Funcionava mais ou menos desta forma: 5 linhas significavam o número 5, um pequeno símbolo significava 10 e assim por diante. Por isso mesmo, acredita-se que os sumérios usavam a escrita para gerenciar a própria economia.

4. Os sumérios contavam o tempo como nós

(Fonte: Wikipedia)(Fonte: Wikipedia)

Outra descoberta importante tem a ver com a forma pela qual os sumérios calculavam o tempo: a partir de um sistema sexagesimal, contado por meio de derivados do número 60, tal como nós fazemos.

 5. A antiguidade da Arca de Noé

(Fonte: Rcristo)(Fonte: Rcristo)

O conhecimento das tábulas de argila fez que se descobrisse um fato bem curioso: a história da Arca de Noé é anterior à própria Bíblia. Isso porque se encontrou uma história muito semelhante à do patriarca bíblico escrita em um registro cuneiforme.

"[A história] estava na mesma ordem e havia muitos pontos próximos que mostravam de forma convincente de que a mesma história havia sido contada na Mesopotâmia um milênio antes da data mais antiga em que o texto hebraico provavelmente teria surgido", explicou Irving Finkel, curador do Departamento para o Oriente Médio do Museu Britânico.

5. Os sumérios amavam escrever cartas

(Fonte: BBC)(Fonte: BBC)

Muitas das tábulas de argila que foram decifradas funcionavam como cartas. Os pesquisadores notaram que, antes de documentar seus bens, os sumérios faziam saudações. Inclusive, esses historiadores notaram a influência do humor nessas missivas: quando estavam irritados, eles escreviam as saudações de forma diferente ou simplesmente as excluíam da escrita.

6. Pasme: os povos mesopotâmicos adoravam fofocar

(Fonte: Terra)(Fonte: Terra)

Os conteúdos encontrados nas tábulas de argila vão além de saudações cordiais. Os pesquisadores encontraram até fofocas ou reclamações sobre os vizinhos.

"Em algumas cartas, você vê o desejo de estar em pé de igualdade com os vizinhos, que dizem algo como 'o vizinho construiu uma ampliação de sua casa, quando teremos dinheiro para construir uma ampliação da nossa casa?'", comentou a pesquisadora Selena Wisnom, do Departamento de Arqueologia e História Antiga da Universidade de Leicester.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.