Um Lugar Chamado Notting Hill

Um Lugar Chamado Notting Hill

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Para comemorar o 50º post do Push Play, nada melhor do que falar do meu filme romântico favorito de todos os tempos: "Um Lugar Chamado Notting Hill", de 1999.

A produção, dos mesmos criadores de "Quatro Casamentos e um Funeral", é estrelada pela rainha das comédias Julia Roberts e o charmosíssimo Hugh Grant, que juntos mostram uma química que funciona perfeitamente na tela grande. Ela é uma grande estrela do cinema norte-americano, e ele interpreta um tímido vendedor de livros de viagem inglês.

Fonte da image: Divulgação/Universal

Anna Scott está em Londres para um compromisso cinematográfico, porém consegue uma folga e vai passear em Notting Hill. Lá, ela literalmente esbarra com William Thacker, porém o encontro não poderia ser mais desastroso. Mesmo assim, ela o beija antes de ir embora.

Basta este pequeno contato para Will se apaixonar (porém, estamos falando de uma estrela do cinema). Anna dá mais um passo em direção ao vendedor de livros e liga para sua casa, o que o leva para a suíte de um luxuoso hotel em meio à loucura do lançamento de um filme.

Conforme a história se desenrola, os personagens mergulham na realidade um do outro. Enquanto Will precisa lidar com jornalistas que batem à sua porta, Anna vai a um pequeno jantar familiar recheado por conversas bizarras e situações constrangedoras.

São exatamente essas situações pouco usuais que trazem a comédia para a narrativa. É de se imaginar que, por exemplo, uma estrela mundialmente famosa do cinema hollywoodiano seja reconhecida por qualquer pessoa do planeta, porém um dos amigos de Will simplesmente não sabe com quem está conversando, o que leva a um diálogo divertidíssimo.

Ao mesmo tempo, todos os presentes ao jantar não sabem como tratar uma estrela de cinema, portanto cada um revela uma faceta inesperada. Conforme a noite se desenvolve, somos novamente lembrados de que Anna é apenas uma pessoa cercada por inseguranças, medos e problemas como qualquer um, apesar da fama e fortuna.

Assim como seus amigos, Will também começa a ver Anna por um novo prisma – não mais como a mulher inatingível – o que os aproxima cada vez mais. No entanto, o mundo voraz do entretenimento está sempre ali, presente na vida da atriz, capaz de destruir não apenas sua confiança, mas também minar a aproximação do homem que a vê como ela realmente é e acredita em seu potencial ainda escondido.

“Um Lugar Chamado Notting Hill” consegue mesclar muita comédia e romance de uma forma leve e inteligente, trazendo para o público um vislumbre dos bastidores de Hollywood. Além disso, aos poucos conhecemos as camadas de cada personagem e percebemos que eles (assim como todos nós) possuem um lado diferente do que as aparências demonstram, ou seja, que trazem uma bagagem do passado, a qual contribui para suas personalidades.

Além das ótimas atuações de Roberts e Grant, vale destacar todo o elenco coadjuvante, em especial Rhys Ifans no papel de Spike, o colega de quarto mais sem noção que alguém pode ter. Garantia de boas gargalhadas.

Fonte da imagem: Reprodução/Universal

PS.: O Push Play dará uma pausa neste fim de ano. Portanto, desde já eu desejo a vocês um Feliz Natal e um Ano Novo recheado de filmes românticos, dramáticos ou do gênero que você mais preferir. Que venha 2013!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.