Hobbies no currículo: quando é uma boa ideia e quando é uma tragédia
85
Compartilhamentos

Hobbies no currículo: quando é uma boa ideia e quando é uma tragédia

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Na hora de fazer aquele currículo esperto, é fundamental apostar na regrinha do “menos é mais” e deixar as informações dispostas do modo mais prático possível, sem enrolação. Por esse aspecto, é mais do que compreensível a recomendação de não se listar “hobbies” no currículo, mas a galera do Business Insider nos mostra que nem sempre é assim.

Se você vai se candidatar a uma vaga de emprego em uma empresa moderna, como a Google, incluir interesses pessoais no currículo é uma boa ideia – para currículos enviados a empresas mais tradicionais, nem pensar, a não ser que o hobby em questão esteja totalmente relacionado à função, a ponto de ser um diferencial.

“Quando um potencial empregador vê os hobbies de um candidato, isso prevê um insight sobre traços de personalidade, conhecimento industrial e pode tornar você mais atraente para a vaga”, explicou Alyssa Gelbard, consultora de carreiras. A seguir, veja quais passatempos são bem-vistos em currículos e descubra um que, definitivamente, não é:

1 – Yoga

Eis uma atividade que indica que a pessoa tem interesse em buscar equilíbrio, controle físico e mental. Essa prática vale ser citada quando você pensa em se candidatar a um emprego em um ambiente como o de uma agência publicitária ou de relações pessoais.

2 – Esportes radicais

Se você é do tipo que literalmente se joga em alguns esportes e aventuras, citar isso em seu currículo demonstra que você se dá bem em meio à pressão, que tem disciplina, que não sente medo do desconhecido e que é uma pessoa que costuma calcular riscos. É um bom hobby a ser citado em casos de cargos de liderança.

3 – Produção audiovisual

Se você gosta de trabalhar com edição de vídeos, saiba que esse é um hobby capaz de fazer de você um ótimo pedido para vagas de produção e de planejamento de eventos. Além disso, essa habilidade mostra que você tem precisão, se preocupa com detalhes e é uma pessoa focada.

4 – Esportes de resistência

Quem curte competir em maratonas, corridas de bicicleta e afins mostra que tem tenacidade, dedicação e direcionamento, qualidades bem-vistas em áreas de desenvolvimento, vendas e outros trabalhos semelhantes.

5 – Capitão de um time

Se você está à frente do time de polo aquático, futebol ou vôlei, por exemplo, você é visto como uma pessoa que trabalha bem em equipe e que, além disso, tem boas habilidades de liderança, o que é uma ótima qualidade para quem busca trabalhar no mundo corporativo.

6 – Manter um blog

Ter um blog interessante é algo que deve ser citado se você busca trabalhar com comunicação, marketing e publicidade, por exemplo. O segredo é manter o site atualizado, bem diagramado e, claro, ter textos bem escritos e sem erros de gramática, coesão e coerência. Se o empregador tiver interesse em você e em seu trabalho, ele possivelmente vai querer conferir o que você escreve.

7 – Escalada

Se você é do tipo que já subiu montanhas de vários lugares do mundo, dá para colocar isso em seu currículo caso sua intenção seja trabalhar como um profissional de viagens, por exemplo – e se alguma dessas escaladas foi organizada por você, melhor ainda.

8 – Jardinagem

Seu campo de trabalho tem a ver com meio ambiente e sustentabilidade? Taí uma boa hora para citar suas habilidades em fazer jardins, hortas e cuidar da terra e das plantinhas. Isso mostra que você se importa realmente com a natureza e o meio ambiente, o que é um grande bônus.

9 – Fotografia

O trabalho para o qual você quer se candidatar tem a ver com direção de criação ou marketing digital? Eis uma boa oportunidade para citar suas habilidades fotográficas, melhor ainda se você tiver um portfólio online para mostrar o seu talento com as lentes.

10 – Tocar algum instrumento

Recrutadores para cargos que exigem dedicação, disciplina e foco, como no caso da engenharia civil, apreciam candidatos que tocam algum instrumento, já que isso demonstra que a pessoa teve essas três qualidades para aprender a dominar um instrumento.

11 – E o que NÃO citar como hobby: leitura

Ainda que o hábito da leitura seja um ótimo negócio em diversos aspectos, não é bom citá-lo como hobby, afinal ele é bastante comum entre pessoas de todo mundo e, de acordo com especialistas, dizer em uma entrevista de emprego que você lê muito, o tempo todo, pode passar a ideia de que você é uma pessoa solitária.

***

E você, tem alguma dica infalível sobre o que colocar no currículo?

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.