Surpreenda seus amigos com um jantar japonês bem caprichado

Surpreenda seus amigos com um jantar japonês bem caprichado

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Todos sabem que a comida japonesa é saudável e possui uma série de nutrientes que garantem a longevidade do seu povo. Também não é de todo novidade que existem alguns padrões e regras para servir um legítimo jantar japonês. Você não precisa ser mestre na arte de preparar sushis, sashimis, missô ou qualquer outro prato – basta saber receber seus amigos no melhor estilo oriental.

Para isso, você precisa de alguns itens especiais. A sua lista de compras começa em um jogo de cerâmica para saquê. Normalmente, ele é composto por uma garrafa e quatro copos, mas algumas variações podem acontecer. É importante que você se lembre de deixar seu saquê levemente gelado – a temperatura ideal é 14ºC.

A parte principal já chegou? Então se prepare para servi-la nos seus pratos quadrados (pretos ou brancos). Lembre-se de que os hashis são opcionais quando você não está no Japão. Então não é errado oferecer talheres aos seus convidados. Ainda assim, não use seus “palitinhos” para espetar a comida – essa é uma grande ofensa às tradições orientais.

Bons modos

Apesar de não estarmos no Japão, é sempre bom criar um clima. Para fazer isso, coloque almofadas (zabutons) em volta de uma mesa baixa. Se você tiver uma mesa de centro na sua sala, pode usar sem medo – a altura é ideal. Mas cuidado para a mesa não ser baixa demais. As medidas ideais são 70 x 70 x 35.

Quando você for beber seu saquê ou o chá verde ao final da refeição, fique atenta ao modo com que se deve segurar o copo ou o yunomi (xícara de chá). Existem duas maneiras: a primeira é usar as duas mãos nas laterais do recipiente; a segunda forma permite usar a mão direita na lateral e a esquerda na base. Escolha aquela que for mais confortável.

Outros detalhes

Se você quer usar flores, inspire-se no ikebana. A arte de fazer arranjos de flores é algo que transcende os séculos e mantém a beleza das orquídeas orientais. Apesar de esta ser uma técnica ensinada pela família, você pode tentar fazer o seu arranjo. Ao contrário do que fazemos no ocidente, a ikebana ou kado valoriza a beleza singular da flor e a sua totalidade, incluindo caule, folhas e a terra no vaso.

O que servir?

Quando falamos em comida japonesa, logo nos lembramos dos peixes crus, arroz e shoyu. Tudo isso é verdade, mas existe uma boa variedade de pratos que vão tirar aquela “mesmice” de servir apenas sushi e sashimi. O seu jantar japonês pode começar com um prato bem servido de tofu temperado ou então porções individuais de teppan de shimeji, aquele cogumelo feito na manteiga.

O prato principal o batayaki, que envolve carne (contrafilé), legumes e cogumelos, pode substituir aqueles pratos considerados “mais leves”, caso você queira variar um pouco e deixar o peixe de lado. Mas se o que você quer mesmo é uma noite regada a sushis e saquê, procure aqueles mais leves para compensar as calorias da bebida. Uma boa sugestão é o shakemaki (sushi de salmão cru), que tem apenas 10 calorias a unidade ou então o tekamaki, feito com atum cru e que menos engorda – 8 calorias cada um.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.