Pela primeira vez, robô-dentista implanta dentes sem intervenção humana
1.451
Compartilhamentos

Pela primeira vez, robô-dentista implanta dentes sem intervenção humana

Último Vídeo

Muita gente tem medo de ir ao dentista, em um fenômeno que tem nome próprio, a odontofobia. A gente já mostrou aqui no Mega alguns truques para tentar superar este trauma, mas a história que trazemos hoje pode ser ainda mais angustiante para quem tem esse problema: que tal ter um dente implantado por um robô?

O primeiro robô-dentista completamente autônomo foi colocado em prática no penúltimo sábado (16), na cidade de Xian, na China. Em uma operação que durou cerca de 1 hora, o robô fez dois implantes dentários em uma mulher. A cirurgia foi acompanhada de perto por médicos e dentistas humanos, mas eles não interferiram no andamento do processo de forma significativa.

Felizmente, os dois implantes ficaram dentro da margem de erro aceitável pela odontologia para esse tipo de procedimento, que é de 0,2 a 0,3 milímetros! O robô levou quatro anos para ser desenvolvido pela Fourth Military Medical University e pelo departamento de robótica da Universidade Beihang, de Pequim.

Robô dentistaMédicos e dentistas acompanharam a cirurgia só por via das dúvidas

Os dentes foram impressos em 3D e depois implantados pelo robô, que, segundo o doutor Zhao Yimin, um dos principais especialistas em estética bucal da China, alia o conhecimento de anos da odontologia com a tecnologia de ponta. O país tem um déficit de profissionais capazes de fazer esse tipo de operação, sendo que ao menos 400 milhões de chineses necessitariam de algum tipo de implante dentário.

Anualmente, dentistas humanos fazem cerca de 1 milhão de cirurgias de implantes na China, mas a precariedade de muitas dessas operações coloca a vida dos pacientes em risco. A ideia de popularizar a prática de implantes robóticos poderia acelerar o processo de reconstrução do sorriso dos chineses com um menor índice de complicações.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.