Nome de Alá é encontrado em roupa viking do século 9
251
Compartilhamentos

Nome de Alá é encontrado em roupa viking do século 9

Último Vídeo

Os vikings, originários da Escandinávia, causaram o maior rebuliço na Europa e em todo o Atlântico Norte entre os séculos 8 e 11. Eles expandiram seus “negócios” – leia-se “pirataria” e “saques” – até regiões mais distantes, como a Ásia. Porém, parece que eles não foram tão imunes às culturas de lugares que visitaram.

Descobertas recentes apontam que trajes datados do século 9 ou 10 trazem as inscrições “Ali”, primo e genro do profeta Maomé, e “Alá”! Elas estão grafadas em kufic, uma versão arcaica do árabe, e foram descobertas pela pesquisadora e arqueóloga têxtil Annika Larsson, da Universidade de Uppsala, na Suécia.

Os fragmentos de roupa analisados por Annika foram descobertos há mais de 100 anos. Como não faziam parte dos trajes funerários comuns dos vikings, essas roupas acabaram sendo esquecidas, até que a historiadora resolveu analisá-las e encontrou as inscrições em pelo menos 10 dos quase 100 fragmentos catalogados.

Fragmento têxtilFragmento com a inscrição "Alá"

Ela primeiramente identificou que os tecidos haviam sido feitos na região da antiga Pérsia, mas continham desenhos geométricos que posteriormente, com ajuda de um amigo iraniano, Annika identificou como sendo uma versão antiga do árabe. “Talvez essa fosse uma tentativa de escrever orações para que pudessem ser lidas da esquerda para a direita”, explicou a arqueóloga.

Amir de Martino, especialista em islamismo, acredita que a presença de “Ali” pode significar uma conexão entre os vikings e a comunidade muçulmana xiita, uma das vertentes dos islamitas. Porém, a falta de uma expressão mais completa, como “Para Alá”, poderia demonstrar que se trata de uma cópia malfeita de inscrições religiosas do Islã. Agora, Annika quer tentar traçar a origem das pessoas sepultadas nos lugares onde os pedaços têxteis foram encontrados.

Esta não é a primeira vez em que uma referência a Alá aparece em materiais da Era Viking: em 2015, um anel com a inscrição "Para Alá" foi encontrado em uma tumba do século 9 localizada perto de Estocolmo, capital da Suécia.

Anel viking"Para Alá" em anel enterrado com os vikings 

Atualização 18/10: Conforme bem apontado pelo leitor William Jones, a notícia parece não ser verdadeira. Acontece que a escrita kufic, supostamente presente nos tecidos, só foi aparecer 500 anos depois da data dos túmulos! Os trechos contêm inscrições que até lembram o árabe, mas que não significam nada oficialmente nessa língua, ou seja, voltamos à estaca zero. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.