1 – Pessoas espertas não fazem questão de ter razão o tempo todo

Sabe aquela pessoa que quer estar sempre certa e acaba passando dos limites para mostrar que tem razão? Não seja essa pessoa. Quem é inteligente de verdade não tem essa necessidade de dizer a última palavra e sabe, inclusive, aprender com seus próprios erros. Saber enxergar situações diferentes por perspectivas diferentes é algo incrível, e não viver em função de estar sempre certo é sinal da mais fina inteligência.

2 – Pessoas inteligentes não culpam ninguém por seus erros

Convenhamos: procurar alguém em quem colocar a culpa por algo que não deu certo quando, na verdade, o culpado é você mesmo só mostra uma falta incrível de inteligência emocional. Todo mundo erra e, pelo menos em teoria, cada pessoa deveria ser responsável por seus próprios erros.

Além do mais, quando você começa a apontar outras pessoas como culpadas por um erro seu, quem convive com você vai perceber isso e, a partir daí, a fama vai ficar. Não é uma coisa bacana.

3 – Pessoas inteligentes não ignoram os próprios sentimentos nem as necessidades alheias

Levar em consideração os pensamentos e os sentimentos das outras pessoas é fundamental, pois faz com que você consiga entender diferentes pontos de vista e passar a ser alguém mais maleável. Da mesma maneira, não viva escondendo seus próprios sentimentos.

Ter um bom convívio com quem faz parte da sua vida é o ideal, e você sempre pode se mostrar disposto a ajudar as pessoas e a se colocar no lugar delas – a boa e velha empatia.

Pessoas com baixa inteligência emocional simplesmente não entendem que as outras pessoas podem ter opiniões diferentes e, por isso, nem mesmo se esforçam para entender outros ângulos.

dear white people

4 – Pessoas inteligentes não são agressivas quando estão em conflito

Ficar irritado é parte da natureza humana, e ninguém é imune a isso. O importante é aprender a controlar essas emoções explosivas e aceitá-las como parte do que você é. A verdade é que todo mundo tem momentos de vivenciar emoções desagradáveis.

Pessoas que não são emocionalmente inteligentes não sabem lidar com esses sentimentos negativos e acabam ficando agressivas. A raiva é geralmente um mecanismo de defesa desse tipo de pessoa, e quanto mais você se esforçar para entender que tudo passa, melhor.

5 – Pessoas realmente inteligentes não se consideram melhores do que ninguém

Não há por que viver se comparando com outras pessoas, até mesmo porque cada uma tem um histórico de vida completamente singular, então é impossível querer obter os mesmos resultados. Pessoas inteligentes sabem quais são seus pontos fortes e têm uma boa autoestima, sendo capazes de dividir seus conhecimentos sem egoísmo.

Pessoas não muito espertas, por outro lado, sempre se esforçam para parecer melhores do que os outros, agem de maneira manipuladora e mentem sem pensar duas vezes. São pessoas com muitos preconceitos e muita arrogância – já é comprovado, por exemplo, que quem tem baixo QI costuma ser mais homofóbico, mais racista e mais preconceituoso.