O gêmeo que perdeu o pênis por erro médico e foi criado como menina
382
Compartilhamentos

O gêmeo que perdeu o pênis por erro médico e foi criado como menina

Último Vídeo

Até onde vai o limite da ciência? Qual linha não deve ser cruzada? Desde o início dos estudos sobre o ser humano, a medicina tem sido controversa. De tempos em tempos, surge algo para abalar os pilares da medicina — foi assim com o caso dos gêmeos canadenses.

Essa história é sobre uma criança que nasceu menino, perdeu o pênis após um erro médico no processo de circuncisão e, em um processo de estudo psicológico, foi criada como menina. Pois é.

O caso

Nos anos 60, Bruce e Brian Reimer nasceram saudáveis; porém, com alguns meses de vida, eles apresentaram algumas complicações para urinar. Após algumas consultas, foi indicado um procedimento cirúrgico de circuncisão. Aí começou um drama na família. 

Bruce teve seu pênis completamente queimado por causa de uma agulha cauterizadora que estava com defeito. Já a operação de Brian foi cancelada e, nos meses seguintes, os pais dos gêmeos não sabiam exatamente como agir. Foi quando o psicólogo John Money apresentou uma ideia pouco ortodoxa: criar Bruce como sendo do sexo oposto.

O estudo

Money acreditava que a maneira como somos criados influencia mais do que a biologia em si, portanto o plano parecia simples: submeter Bruce a uma cirurgia de mudança de sexo, criá-lo como se fosse uma menina e não deixar que as crianças soubessem que, originalmente, eram do mesmo sexo. 

Quando as crianças estavam com 9 anos, em 1975, o psicólogo divulgou os resultados de sua pesquisa como sendo um sucesso. Havia, porém, pequenos adendos, como o fato de Brenda (Bruce após a cirurgia) ser bastante ativa para uma menina; mesmo assim, seus comportamentos eram compatíveis com os de uma jovem naquela idade.

Os resultados

Quando Brenda completou 13 anos, a situação se tornou mais pesada. Por ser excluída e constantemente sofrer bullying na escola por sua aparência, logo surgiram indícios suicidas. Ao notarem as mudanças em sua filha, os pais decidiram contar todo o ocorrido. Pouco depois, Brenda decidiu se transformar em David: fez uma reconstrução peniana, casou e adotou três filhos. 

Como a pesquisa, quando divulgada por Money, utilizou nomes fictícios, David não sabia que seu caso estava sendo utilizado como um manual para tratar hermafroditas e pessoas que, por alguma razão, haviam perdido o pênis. Em entrevista ao The New York Times, ele contou que mal conseguia acreditar que sua história estava sendo propagada como um sucesso da medicina. Aos 38 anos, David cometeu suicídio, após um longo período de depressão.

Hoje em dia, situações semelhantes são tratadas por comitês médicos e longos aconselhamentos parentais, para evitar que novos casos como esse aconteçam.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.