Mais de 100 baleias estão presas em cativeiro na Rússia
57
Compartilhamentos

Mais de 100 baleias estão presas em cativeiro na Rússia

Último Vídeo

A caça e a criação de baleias em cativeiro tem sido motivo de inúmeros protestos ao redor do mundo, visto que tais animais necessitam de espaços grandes e profundos para viverem de modo saudável. Inclusive, o documentário "Blackfish" foi responsável por iniciar os alardes, denunciando como ocorrem as criações de baleias nos parques do SeaWorld – e como elas foram capturadas previamente na natureza selvagem antes de chegarem às piscinas dos famosos parques.  

Outro lugar que também está na mira dos ambientalistas e protetores de animais é a Rússia. Por volta de cem baleias estão sendo mantidas em cativeiro em território russo, espécimes que incluem belugas (as baleias brancas que costumam mergulhar por centenas de metros de profundidade) e as orcas (que percorrem centenas de quilômetros diariamente). 

O local é classificado pelos protetores de animais como uma prisão de baleias, e muitos dos ativistas temem pelas condições potencialmente ameaçadoras à vida do local. De acordo com informações do site IFL Science, os ativistas acreditam que os animais podem ser vendidos para aquários e parques aquáticos da China – o que é um grave desrespeito às leis internacionais.

As empresas que hoje estão sob investigação de realizarem o comércio de baleias são Bely Kit, Afalina Oceanarium e Sochi Dolphinarium – segundo informações do jornal Novaya Gazeta. Embora seja ilegal vender baleias no exterior, é permitido comercializar baleias em aquários russos locais. Contudo, é com descrença que os ativistas veem o número de baleias presas e a demanda do mercado russo.

Orcas podem valer milhões de dólares no mercado chinês, e existem várias empresas que poderiam comprá-las. A situação nas prisões de baleias da Rússia veio à tona pela primeira vez em 2018, quando um drone sobrevoou o local e confirmou o confinamento dos animais em espaços mínimos.

Embora as autoridades regionais tenham aberto uma investigação sobre a captura dos mamíferos, eles continuam sofrendo com o passar dos meses, e aparentemente não houve qualquer tipo de intervenção. Especialistas dizem que a saúde dos animais parece estar diminuindo, e que mais de uma dúzia das belugas ainda são bebês, que provavelmente não foram desmamados do leito materno.

Legalmente, orcas e belugas podem ser capturadas na Rússia para fins científicos. Contudo, filhotes e mães grávidas não entram nessa permissão – o que nem sempre acontece, como podemos constatar. Até o momento, três ONGs já entraram com ações contra o governo russo para notificar quanto à prisão de baleias. 

As empresas informam que as baleias foram obtidas legalmente. Inclusive, a Bely Kit confirmou os planos de vender as baleias para aquários, de acordo com a National Geographic. De qualquer modo, a investigação prossegue, e os responsáveis informam que medidas abrangentes serão tomadas para devolver todos os animais ao habitat natural. 

Se as empresas vão ser condenadas por algum crime, parece incerto, pelo menos até o momento. Resta-nos acompanhar o desenrolar do caso e verificar se os requisitos legais foram ou não seguidos. De qualquer modo, é triste saber que quase cem baleias estão presas em tanques em águas russas, aguardando simplesmente irem para aquários ou parques aquáticos, não é mesmo?

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.