Tubarões-brancos são bons matadores de baleias-assassinas?

Tubarões-brancos são bons matadores de baleias-assassinas?

Último Vídeo

De um lado, temos o grande tubarão-branco (Carcharodon carcharias), um dos maiores predadores dos mares, que pode medir até 7 metros de comprimento e pesar mais de 2 toneladas; do outro, a orca (Orcinus orca), mamífero com fama de “assassino” e que pode atingir até 10 metros de comprimento e pesar entre 9 e 10 toneladas. Se durante um embate entre esses dois animais você tivesse de apostar em um deles, em qual seria?

(Reprodução/Wikimedia Commons/Brocken Inaglory)

Saiba que a briga provavelmente não ocorreria, uma vez que um estudo recente revelou que um desses bichos morre de medo do outro e certamente fugiria rapidinho antes do confronto. De acordo com Madison Dapcevich, do site IFLScience!, uma pesquisa foi conduzida com 165 tubarões que, todos os anos, entre setembro e dezembro, migram até as Ilhas Farallon, no litoral de São Francisco, na Califórnia, para caçar elefantes-marinhos.

Medo e respeito

Os tubarões vêm sendo estudados há algumas décadas e, entre os anos de 2003 e 2016, receberam equipamentos de monitoramento para que cientistas pudessem acompanhar seu comportamento. Além disso, existem levantamentos sobre os animais que migram até a Califórnia, somando 27 anos de observações; e foi na região de Farallon que orcas foram vistas pela primeira vez atacando e devorando um tubarão-branco, no fim dos anos 1990.

(Reprodução/Wikimedia Commons/Minette Layne)

Os pesquisadores cruzaram as informações obtidas a partir dos dispositivos de rastreio presos aos tubarões com os registros de avistamentos de orcas na área e o resultado revelou que, uma vez que os mamíferos assassinos aparecem na área, os tubarões se mandam e não voltam a aparecer por períodos que podem durar até 1 ano, mesmo que as orcas estejam apenas de passagem! Isso é que é medo e respeito…

Segundo o estudo, assim que as orcas se encontram a pouco mais de 3 km de distância do local onde os tubarões gostam de se reunir para caçar, nos arredores das Ilhas Farallon, os peixões batem em retirada — para a alegria dos elefantes-marinhos. Isso porque, apesar de essas criaturas também estarem no cardápio das baleias (que, na realidade, pertencem à família dos golfinhos), o número de indivíduos capturados é entre 4 e 7 vezes menor do que quando os tubarões se instalam na área para petiscar.

(Reprodução/Wikimedia Commons/B. Navez)

Os cientistas ainda não sabem se as orcas se deslocam até a região com o propósito de caçar tubarões ou de espantá-los de lá para ter acesso livre às presas. Também não descobriram qual é o efeito do deslocamento dos tubarões quando as baleias resolvem aparecer nas Ilhas Farallon e da queda no número de capturas de elefantes-marinhos, mas pode ser que as visitas das baleias-assassinas resultem em um desequilíbrio no ecossistema da região.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.