Alterações no clima impedem que água seja absorvida no solo

Alterações no clima impedem que água seja absorvida no solo

Último Vídeo

Pesquisadores da Universidade de Rutgers-New Brunswick, em Nova Jersey, nos Estados Unidos, publicaram um artigo na revista Science Advances onde revelam dados alarmantes que mostram a interferência do clima, mais precisamente das mudanças climáticas, na relação entre a água e o solo.

O solo é muito importante para o trabalho de escoamento da água, principalmente da chuva, e a alteração no clima, de acordo com o artigo dos pesquisadores, pode trazer uma série de complicações no abastecimento de água subterrânea. Isso poderia gerar impacto na produção de alimentos, prejudicar a biodiversidade e os ecossistemas e, é claro, piorar os níveis do escoamento de águas pluvias, o que poderia agravar ainda mais os desastres naturais, como enchentes, furacões e tsunamis.

Outro alerta importante dos pesquisadores, é de a que o solo é uma importante ferramenta para filtrar o gás carbônico presente na atmosfera da Terra. É importante lembrar que o dióxido de carbono é o maior responsável pelo efeito estufa e uma mudança em como o solo faz essa troca poderia prejudicar muito a vida na Terra.

Terra árida

Para realizar a pesquisa, os cientistas reuniram dados dos últimos 25 anos. O resultado alarmante mostrou uma redução de 21% a 33% na capacidade do solo absorver os níveis de água e isso estaria diretamente ligado às alterações do clima.

De acordo com um dos principais pesquisadores, Daniel Giménez, o objetivo agora é estudar outras áreas, em diferentes lugares do mundo, a fim de observar como o clima tem alterado a relação entre a água e o solo em outros lugares. O maior objetivo é conseguir prever as próximas mudanças e evitar um problema ainda maior. Além disso, os cientistas também querem estudar diferentes tipos de solo para compreender, em detalhes, quais riscos as mudanças climáticas podem trazer para diferentes regiões do planeta.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.