SpaceX pode ter uma constelação de até 42 mil satélites em órbita

SpaceX pode ter uma constelação de até 42 mil satélites em órbita

Último Vídeo

Na última semana, a SpaceX anunciou que está buscando uma nova permissão junto à União Internacional de Telecomunicações para mais satélites da rede Starlink. Agora, a companhia de Elon Musk quer aprovação para um espectro de 30 mil desses equipamentos.

A empresa já conseguiu enviar, em maio, 60 satélites Starlink para a órbita terrestre. Outros 60 estão previstos para serem lançados ainda este ano.  Vale lembrar que a SpaceX já tinha obtido a permissão para 12.000 satélites. Caso o novo pedido seja aprovado, teremos um espectro com 42 mil.

Por que mais satélites?

A SpaceX já vinha, há algum tempo, avaliando se realmente precisaria de uma constelação de satélites tão gigantesca. Para especialistas, tudo depende daquilo que ela quer fazer, da capacidade dos equipamentos e até mesmo do uso que eles terão.

(Fonte: Flikr/SpaceX)

Por exemplo, nesse caso em específico, cada satélite é projetado para atender uma quantidade específica de usuários — apesar de a própria companhia nunca ter revelado qual o número exato —, se a demanda por internet rápida e segura aumentar, será preciso mais satélites.

Basicamente, o que a SpaceX parece estar fazendo é escalando o futuro, pois com a popularização de serviços, a tendência é que mais pessoas sejam atraídas.

Outro fator positivo de ser ter mais satélites é que existem mais possibilidades de oferecer uma alta largura de banda com uma abrangência bem maior, seria algo com as torres de telefonia: quanto maior o número delas, maior a cobertura para os clientes.

Muita gente tem elogiado a ambição e o empenho da SpaceX no projeto Starlink. Porém, a empresa tem um caminho complicado pela frente: já perdeu três dos satélites lançados no lote original — um problema que pode se estender por toda a constelação — e, recentemente, quase houve um acidente entre um de seus satélites e outro, pertencente à ESA.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.