Marte: como será viver na gravidade do Planeta Vermelho?

Marte: como será viver na gravidade do Planeta Vermelho?

Último Vídeo

Pode até parecer brincadeira, mas não é. Viver em Marte e em outros planetas é um dos principais objetos de estudos de grandes centros espaciais, como a própria NASA. E se você tem a curiosidade de imaginar como será a vida em plena gravidade, nós já adiantamos: você vai ser ao menos 60% mais leve por lá!

Embora Marte seja um dos planetas mais próximos da Terra, a maior diferença entre eles, sem dúvida, é a gravidade de lá ser aproximadamente 62% menor em relação à nossa. E sem pensar em todas as outras diferenças planetárias, quais seriam as consequências de conviver com essa gravidade?

Fonte: Pixabay

Não será uma tarefa simples, como você deve imaginar. Como o corpo humano foi desenvolvido e adaptado para o meio em que vivemos, não se sabe ao certo quais seriam as consequências dessa adequação fora do nosso planeta, mas algumas experiências científicas já podem nos dar algumas pistas.

Consequências da gravidade

Além de a gravidade interferir no peso do corpo humano, em longo prazo as consequências no metabolismo também podem desencadear outras respostas. Isso porque como a gravidade requer menos esforço físico para andar, pegar objetos e afins, provavelmente ocorrerá uma grande perda de massa muscular ao longo do tempo.

Além disso, segundo a National Geographic, as tempestades de poeira e as baixas temperaturas poderão “atrasar” um pouco mais a adaptação humana – sem considerar o tempo de viagem de aproximadamente oito meses até lá — sendo necessário um grande suporte para o estoque de alimentos e combustíveis.

E enquanto isso não vira realidade, em comunicado oficial após apresentar um traje espacial para mulheres, a NASA afirma que elas poderão também ser as primeiras a pisar em Marte, e o planejado é que isso ocorra até 2030!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.