Veterinária desenvolve prótese para animais acidentados

Veterinária desenvolve prótese para animais acidentados

Último Vídeo

Há um ano, a veterinária Maria Ângela Panelli Marchió ajuda animais resgatados em estado crítico a terem uma nova chance de sobreviver e voltar para natureza.

A especialista em ortopedia animal reabilita os bichinhos acidentados através de próteses de resina plástica feitas à mão. É um trabalho voluntário em parceria com a Polícia Ambiental e ONGs da região de Barretos, São Paulo. Segundo a veterinária, a maior parte dos ferimentos são provindos de atropelamentos, e no caso das aves, colisões com construções e prédios.

(Fonte: Maria Ângela Panelli Marchió/Divulgação)

Segundo a veterinária, o processo é totalmente artesanal e o material utilizado, o polimetilmetacrilato, possui um endurecimento rápido (de três a cinco minutos) e é tão resistente que precisaria de uma serra para ser retirada.

“Alguns dos animais reabilitados correm o risco de perder a prótese caso sejam soltos novamente na natureza. No entanto, ela confere mais conforto a esses bichos, já que a adaptação é rápida e eles voltam a utilizar com facilidade a parte do corpo que havia sido amputada” afirmou Marchió em entrevista para a Folha de S. Paulo.

A durabilidade é de cerca de cinco anos para aves que se alimentam de sementes, e para as carnívoras, a resina pode durar até o fim da vida do animal.

O preço do procedimento fica em torno de R$ 1.000 a 1.500, e já foi realizada em dez animais, como periquitos, papagaios, curicacas e até gaviões.

A especialista ainda disse que próteses animais são raras no país, mas ela realiza o processo gratuitamente por amor.

Metade dos bichinhos que receberam as próteses conseguiram voltar para a natureza. E segundo Marchió, isso traz um sentimento maravilhoso, pois é emocionante ver o animal ter um pouco de conforto de novo, já que sem a cirurgia, muitos deles morreriam.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.