Por que cachorros seguem seus donos?

Por que cachorros seguem seus donos?

Último Vídeo

Quem tem um cachorrinho de estimação com certeza já se acostumou com eles agindo como verdadeiras sombras, seguindo o dono por todo canto da casa. Isso é fofo, claro, afinal quer dizer que o cão é apegado a gente, mas tem que horas que ficamos meio sem entender de onde vem tanto apego, não é mesmo? 

A verdade é que existem outros motivos bem racionais para que seu dog fique grudado no seu calcanhar. O primeiro deles é o instinto de viver em bando que os cachorros têm. Embora eles tenham sido domesticados a milhares de anos, seus instintos ainda os fazem pensar como parte de um grupo, do qual você é o líder, provavelmente. 

Fonte: PexelsFonte: Pexels

Além disso, você mesmo é culpado pelo comportamento "grudento" do seu cachorro. Afinal, sempre que você dá carinho ou comida quando ele faz algo certo (e o repreende quando ele faz algo errado), você está encorajando o chamado "reforço positivo". Isso você talvez já saiba... Mas é que além de associar os comportamentos a algo positivo, os cãozinhos também podem começar a associar você ao recebimento de carinho ou comida. Então, eles acabam seguindo os donos em busca disso. Interesseiros, não?

Como se fosse a mamãe

Por fim, o carinho que seu pet tem por você também é um fator importante para que ele te siga, claro! Segundo entrevista da veterinária Dra. Rachel Barrack para o site American Kennel Club, filhotinhos podem se apegar aos seus donos humanos tanto quanto se apegariam às suas mães. Mesmo cães adotados mais velhos se apegam às pessoas que lhe dão carinho, seguindo-as por questões de segurança e confiança.

Fonte: PexelsFonte: Pexels

Contudo, a Dra. Barrack também explica que esse apego dos cães a seus donos não pode passar dos limites, afinal eles não podem se sentir mal toda vez que você sai de casa ou fecha a porta para ficar sozinho. Nesses casos, é interessante realizar novos treinamentos — com reforço positivo! — e procurar um treinador profissional, se preciso.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.