Perfume com 'cheiro do espaço' criado pela NASA faz sucesso

Perfume com 'cheiro do espaço' criado pela NASA faz sucesso

Último Vídeo

Lançado misteriosamente em 2008 por Steven Pearce, cientista de alimentos e diretor da Omega Ingredients, um perfume com essência sideral foi projetado, em parceria com a NASA, para poder reproduzir fielmente o cheiro sentido por técnicos e pesquisadores da agência durante suas missões na Estação Espacial Internacional. Apesar da ideia estranha, especialmente para leigos, que pensam sobre as possibilidades dos odores existentes além da órbita terrestre, o produto ganhou contornos comerciais e evoluiu em escala, sendo oficialmente colocado no mercado.

A divulgação do Eau de Space está sendo amplamente realizada em uma campanha no Kickstarter, que já arrecadou quase US$ 400 mil de mais de 8 mil financiadores desde que foi publicada, em 19 de junho. Com 40 dias restantes para encerrar o projeto de financiamento no site, é possível qualquer pessoa adquirir o produto e colaborar com a nova iniciativa dos técnicos da NASA, que prometem entregar uma amostra do espaço para cada um dos participantes da campanha, apesar de não estarem vinculados com a distribuição do perfume.

(Fonte: NASA/Divulgação)(Fonte: NASA/Divulgação)

"Fizemos parceria com perfumistas premiados, alguns dos melhores do mundo, e garantimos os direitos de lançamento exclusivo deste produto. Nossa equipe é composta pelas melhores experiências de moda, tecnologia, design e logística - todas com o desejo de aumentar o CTEM por meio da educação experimental", descreve a campanha no site. "Eau de Space é o nosso primeiro lançamento de produto sob esta importante iniciativa, e esperamos que haja muito mais."

O nascimento da fragrância espacial

Desenvolvido inicialmente para facilitar o treinamento de astronautas e técnicos em missões espaciais, a essência foi projetada para familiarizar os colaboradores da NASA com as sensações transmitidas pelo espaço, sugerindo um momento mais realista de viagem à órbita. 

(Fonte: NASA/Reprodução)(Fonte: NASA/Reprodução)

O produto foi constituído com base em relatos de cientistas que tiveram experiências fora do planeta, com alguns afirmando que o espaço possui uma "sensação metálica doce" enquanto outros confirmavam que os odores eram similares a “bife frito, metal quente e até soldagem de moto”. Com inúmeras sugestões que iam, também, de "ferrugem" lunar até "framboesa e rum", o material projetado por Steven Pearce passou a ser mistério por anos, até que foi revelado a pedidos da Lei da Liberdade de Informação (FOIA), iniciando, assim, sua fabricação em massa.

Com os possíveis nomes de "A Space Eau-de-ssey", "Elon's Musk" e "Space Scent Juice", a companhia optou por Eau de Space, certamente mais sugestivo e fácil de lembrar.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.