Nitrato de amônio: o que é a substância que explodiu em Beirute?

Nitrato de amônio: o que é a substância que explodiu em Beirute?

Último Vídeo

Uma explosão ocorrida nesta terça-feira (4) na cidade de Beirute, capital do Líbano, chamou atenção do mundo todo para o que poderia estar começando a acontecer. Muitos se especulou sobre a causa exata da ocorrência e até se falava sobre um ataque de origem terrorista. As investigações iniciais apontaram que o nitrato de amônio seria um dos principais suspeitos para que a explosão catastrófica tenha acontecido no país.

Estragos causados pela explosão ocorrida nesta terça-feira. (EPA/WAEL HAMZEH/BBC News Brasil/Reprodução)Estragos causados pela explosão ocorrida nesta terça-feira. (EPA/WAEL HAMZEH/BBC News Brasil/Reprodução)

O nitrato de amônio é um sal usado como fertilizante em sistemas de agricultura do mundo todo. No entanto, ele também pode ser utilizado na fabricação de materiais explosivos, como bombas, mostrando-se extremamente perigoso e altamente inflamável. Quando aquecido, por exemplo, em temperaturas maiores que 290 ºC, a reação do composto pode se tornar explosiva.

Muitos especialistas garantem que é normal que a substância química seja estocada em grandes quantidades por conta de sua função na agricultura. Mas é necessário que tudo isso ocorra de uma forma segura, para que não aconteçam acidentes. 

De acordo com o químico Reinaldo Bazito, professor e doutor do Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP), em entrevista à CNN Brasil, é preciso garantir que não haja pontos quentes nos depósitos. O nitrato de amônio ajuda a fornecer nutrientes indispensáveis para que a maioria das plantas possa se fortalecer. 

O gatilho da explosão

Michel Aoun, presidente do Líbano, argumentou que a substância, utilizada como fertilizante, pode acabar causando estragos justamente quando entra em contato com fogo ou outros materiais explosivos. 

De acordo com os dados divulgados até o momento, há uma quantidade considerável de mortos, além de milhares de feridos na capital libanesa. Aoun ainda disse que considera inaceitável a presença de 2.750 toneladas do composto estocadas em um depósito sem os devidos cuidados.

As investigações agora se concentram em encontrar qual foi o gatilho exato da explosão. Há indícios fortes de que um incêndio ocorrido em um depósito vizinho ao de estoque do nitrato de amônio tenha causado o acidente. De acordo com as autoridades libanesas, os responsáveis pelo descuido deverão sofrer punições severas. 

(EPA/WAEL HAMZEH/BBC News Brasil/Reprodução)(EPA/WAEL HAMZEH/BBC News Brasil/Reprodução)

Nesse sentido, o professor Reinaldo Bazito alerta que tomar cuidado com as medidas de segurança pode garantir que a substância seja estocada sem correr grandes riscos.

"Ele é um material seguro se armazenado de maneira adequada, conforme a legislação e normas pertinentes, para evitar incêndios e explosão em caso de incêndio. Embora haja casos de explosões, o número de acidentes em relação à quantidade de vezes que ele é utilizado e transportado no mundo é pequeno, proporcionalmente", explica.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.