31
Compartilhamentos

6 descobertas feitas por mulheres, mas creditadas a homens

A história quase sempre é escrita por homens, então não chega a ser surpresa que nos livros de História as descobertas e invenções feitas por mulheres muitas vezes sejam omitidas.

Pensando nisso, a seguir, damos alguns exemplos de grandes contribuições femininas para a humanidade e mostramos, como, descaradamente, o crédito foi dado a homens.

1. As programadoras do Eniac: o primeiro computador eletrônico

Marlyn Meltzer (1922-2008), Betty Holberton (1917-2011), Ruth Teitelbaum (1924-1986), Jean Bartik (1924-2011), Frances Spence (1922-2012) e Kathleen Antonelli (1921-2006), entre outras mulheres, foram as responsáveis por consertar os problemas técnicos do Eniac.

(Fonte: U.S. Army/ARL Technical Library Archives/ Digital Trends/ Reprodução)(Fonte: U.S. Army/ARL Technical Library Archives/Digital Trends/Reprodução)

Elas trabalharam duro para programar a máquina, aumentar sua velocidade e estabilizar a conexão para a realização de cálculos complexos, mas o sucesso do funcionamento foi creditado aos engenheiros John Presper Eckert (1919-1995) e John Mauchly (1907-1980). A mídia quase nunca citava o grupo de mulheres por trás do sucesso do equipamento.

2. Nettie Stevens: cromossomos sexuais

Considerada um dos "principais cérebros" da biologia do século XX, Nettie Stevens (1861-1912) desenvolveu várias teorias sobre como o sexo de um embrião era definido. Ela estabeleceu a hipótese de que a diferença de tamanho no 20º cromossomo era o fator determinante, o que mais tarde foi comprovado.

(Fonte: Famous Scientists/ Reprodução)(Fonte: Famous Scientists/Reprodução)

Ainda assim, o crédito ficou com Edmund Beecher Wilson (1856-1939), mentor e colega de Stevens, mesmo que os resultados dele tenham sido divulgados depois dos obtidos pela bióloga.

3. Jocelyn Bell Burnell: pulsares

A astrofísica Jocelyn Bell Burnell (1943-) trabalhou por 2 anos até fazer sua maior descoberta, em 1967. No comando de um telescópio de rádio frequência de 81,5 mega-hertz, Burnell captou sinais estranhos em seus gráficos.

(Fonte: PA Archive / Alamy/ The New Yorker/Reprodução)(Fonte: PA Archive/Alamy/The New Yorker/Reprodução)

Ela estudou a questão a fundo e descobriu que as leituras eram de um “pulsar” vindo de uma estrela que emitia ondas radioativas por seus dois polos. Apesar de toda sua dedicação, pesquisa e descoberta, foram dois homens, Martin Ryle (1918-1984) e Antony Hewish (1924-2021), quem levaram o Nobel em 1974.

4. Elizabeth Magie Phillips: Banco Imobiliário

Nos anos 1930, o jogo Monopoly chegou ao mercado por meio de Charles Darrow (1889-1967), um vendedor desempregado de aquecedores, e dos irmãos Parker. Darrow ficou milionário, mas o jogo não foi uma criação dele.

(Fonte: The Shoppers/ Reprodução)(Fonte: The Shoppers/Reprodução)

O crédito é de Elizabeth Magie Phillips (1866-1948), que desenvolveu a ideia original para demonstrar os danos do monopólio empresarial praticado por bilionários como John D. Rockefeller (1839-1937). Darrow descobriu o jogo e fez algumas mudanças para que ele celebrasse o oposto: o capitalismo violento e os negócios corruptos.

5. Vera Rubin: matéria escura

Quase tudo no universo é feito de matéria escura; logo, a descoberta de Vera Rubin (1928-2016) e do astrônomo Kent Ford (1931-) entre 1960 e 1970 revolucionou a astronomia. 

(Fonte: Vassar College Library/ Reprodução)(Fonte: Vassar College Library/Reprodução)

Mas, no momento de dar os créditos, o pessoal da época pareceu notar apenas Ford, ofuscando a participação de Rubin e praticamente negando sua relação.

6. Candace Pert: descobertas da neurociência

Candace Pert (1946-2013) conseguiu reconhecer qual receptor era o responsável por permitir que opiáceos se fixassem e agissem no cérebro. A descoberta teve um peso tão grande que rendeu até um prêmio, mas para seu professor, o Dr. Solomon Snyder (1938-).

(Fonte: Science Org/ Reprodução)(Fonte: Science Org/Reprodução)

Pert chegou a enviar uma carta de protesto ao comitê responsável pela premiação, comprovando que suas contribuições foram determinantes para o sucesso da descoberta. Além de não adiantar, foi obrigada a ouvir de Snyder: “É assim que o jogo é jogado”.

Felizmente, os tempos mudam. Hoje, passar a perna, roubar ou tentar apagar a contribuição feminina, seja do que for, é bem mais complicado. Mas isso não significa que as mulheres não sejam deixadas de lado ou não sofram muito mais para terem seus esforços valorizados. Muito ainda precisa ser feito!

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.