Seja o primeiro a compartilhar

6 atitudes efetivas para acabar com a poluição dos oceanos

De todas as estações do ano, o verão é de longa a mais propícia para trazer turistas para as praias. Isso significa que existirão mais pessoas aproveitando o mar e o sol, mas também representa um crescimento exponencial das taxas de poluição dos oceanos. De acordo com um estudo do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), o volume de plástico nos mares pode triplicar até 2040.

Isso quer dizer que, até lá, nós poderemos estar gerando cerca de 23 a 37 milhões de toneladas de lixo por ano caso nenhuma ação rigorosa seja tomada. E, como toda transformação global começa também por medidas pessoais, nós fizemos uma lista com seis atitudes efetivas que você pode ter para ajudar a acabar com a poluição dos mares. Veja só!

1. Evite materiais descartáveis

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Grande parte do problema que acomete os oceanos é devido ao descarte incorreto de resíduos e embalagens. Cerca de 80% dos materiais encontrados nos oceanos são provenientes dos plásticos, sobretudo sacolas e garrafas, é o que indica um estudo publicado na revista Nature Sustainability.

Portanto, é importante evitarmos o uso de materiais descartáveis sempre que possível. Busque ter em mãos garrafas de água, canecas e copos reutilizáveis. Substitua as sacolas de plástico por versões de pano e armazene alimentos em recipientes também reutilizáveis.

2. Separe o lixo corretamente

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Agora que você sabe que o descarte incorreto de materiais é um problema para os oceanos, cabe a você cumprir a sua parte. Nunca jogue esses objetos em ruas, praias, rios ou córregos. Caso a sua cidade não tenha lixeiras de coleta seletiva nas ruas, faça a própria separação em casa.

Tenha sempre em mente como funciona o sistema de coleta de lixo do seu condomínio ou do seu município. Dessa forma, você poderá ter todas as informações necessárias para o manejo correto de resíduos.

3. Conscientize as pessoas ao seu redor

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Se você sente que pode fazer ainda mais pelo planeta, tente trazer mais pessoas a sua volta para esse círculo de boas ações ao meio ambiente. Converse com seus amigos e familiares sobre a importância da separação do lixo, da reciclagem e de medidas sustentáveis para salvar a Terra.

Ao abrirmos um canal de diálogo, conseguiremos mostrar para mais pessoas que a mudança precisa ter início em nossas vidas.

4. Não jogue bitucas de cigarro na rua

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Cigarros já não são excelentes para os seres humanos, mas para os oceanos eles são ainda piores. Cerca de 4,5 trilhões de bitucas de cigarro são jogadas fora por ano e, assim como acontece com outros resíduos, elas podem acabar parando no mar e nas praias. 

Além disso, os filtros de cigarro têm milhares de substâncias químicas que podem matar peixes marinhos e de água doce. Por isso, se for fumar, jogue sempre seu cigarro em uma lata de lixo.

5. Diminua as emissões de carbono

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Os oceanos são responsáveis por absorver mais de 25% das emissões de dióxido de carbono (CO2) geradas pelo homem. Isso faz que a água do mar fique mais ácida, fenômeno que ameaça diversas espécies. Para combater esse problema ecológico, precisamos reduzir nossas emissões de CO2.

E o que isso quer dizer? Diminua o consumo de energia, opte por usar meios de transporte mais sustentáveis e faça escolhas mais conscientes do que for comer ou comprar.

6. Consuma marcas comprometidas com o meio ambiente

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

O consumismo influencia muito na maneira como estamos destruindo os oceanos. Por esse motivo, precisamos estar atentos ao segmento da indústria que pretende ajudar na recuperação do nosso planeta. Fique "de olho" em marcas biodegradáveis e sustentáveis que tenham uma linha de produção "verde".

Isso ajudará a diminuir imensamente os dados de emissão de carbono e auxiliar no resgate da natureza.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.