Algumas dicas para lidar melhor com as críticas
210
Compartilhamentos

Algumas dicas para lidar melhor com as críticas

Último Vídeo

Sabe aquela coisa automática de “a sua opinião é muito importante para nós”? Pois é. Opiniões até são mais bem aceitas, mas, quando o assunto é crítica, a receptividade nem sempre acontece. A lógica é simples: ninguém gosta de ouvir que está errado.

O fato é que, independente disso, seremos criticados. A vida não é exatamente uma série de eventos divertidos e prazerosos, e, por isso, é sempre bom aprendermos a lidar com aquilo que não nos agrada. O Fast Company publicou um artigo que sugere a melhor forma de encarar críticas e, claro, nós decidimos compartilhar essas dicas com você.

Primeiramente, é bom entender que críticas não nos fazem mal apenas porque não gostamos de ouvir que estamos errados. Além disso, uma crítica faz com que a gente sinta que não é bom o suficiente em determinados aspectos, o que acaba afetando também a nossa autoestima. Receber críticas também pode nos deixar incertos e sem esperança com relação ao futuro. Não é de se espantar, então, que a maioria das pessoas as interprete como uma forma de ataque pessoal. Mas e se disséssemos que ser criticado é algo positivo? Você acreditaria?

É verdade

A expert em estratégias de negócios Kathleen Caldwell explica que precisamos mudar nosso ponto de vista a respeito das críticas que recebemos. Deixar de enxergá-las como aspectos puramente negativos já é um grande passo. Em vez disso, que tal pensarmos nessas críticas como uma forma de melhorar nossos aspectos negativos e, dessa maneira, crescer?

Por isso, é preciso aceitar que, como todas as pessoas no mundo, sem exceção, você tem pontos negativos que podem ser melhorados. O reconhecimento dos seus defeitos é um passo importante para isso, e pessoas de sucesso costumam ter sucesso porque sabem de suas limitações e procuram formas de melhorar.

“Críticas, ou feedbacks, são muito importantes porque nós temos pontos cegos em relação à nossa vida pessoal e profissional, e nós não conseguimos nos enxergar da maneira como os outros nos enxergam”, explica a especialista. Saber como as pessoas nos veem é fundamental para que, dessa maneira, possamos mudar algumas atitudes e fazer ajustes.

Mudança de ponto de vista

Além disso, é fundamental deixar de pensar em críticas como formas de ataque pessoal. Imaginar que as críticas que você recebe são um feedback é uma boa forma de tirar a carga negativa que elas possam ter nesse sentido.

Outra coisa importante a ser feita é considerar a origem desse feedback. A pessoa que está falando que sua apresentação no trabalho poderia ter sido melhor é alguém que sabe apontar quais foram os erros? Ou é alguém que nem entendia do que você estava falando? É preciso saber se a pessoa que faz a crítica está tentando ajudar ou desmotivar você.

Nesse sentido, ouvir a crítica com atenção e evitar ficar na defensiva logo de cara, que é a reação mais comum, é fundamental. Manter o foco e estar disponível para um diálogo aberto e sincero é mais uma ação necessária. Para isso, escute tudo com calma e respire profundamente enquanto ouve o feedback – isso vai deixar sua mente confortável e relaxada, e assim você vai conseguir realmente ouvir o que a pessoa está dizendo, e não apenas interpretar tudo na defensiva.

Em vez de crítica, chame de “feedback”

Repense seus conceitos de crítica, de modo que seja possível rever o que ser criticado significa. Quando alguém é criticado por chegar atrasado sempre às reuniões do trabalho, essa pessoa pode interpretar isso como uma ameaça ou um comentário negativo de modo geral quando, na verdade, a mensagem é bastante simples: chegue mais cedo na próxima vez.

Para evitar interpretações equivocadas, Kathleen recomenda que seja feita uma lista com as informações que recebemos em um feedback e as interpretações que demos a elas. Colocar tudo isso no papel nos ajuda a ter uma visão real do que aconteceu, afinal o importante é focar nos fatos, não no drama que fizemos em volta deles.

A partir dessa visão sistemática do feedback, podemos determinar a importância dele, pois a verdade é que nem toda crítica tem fundamento. Para saber se o que você ouviu é realmente importante, dê um passo para trás e tente voltar à situação a respeito da qual você foi criticado. Analise-a como se ela não tivesse sido vivida por você, mas por outra pessoa. Se precisar de ajuda, peça os conselhos de um amigo em quem você confia.

Perguntar não ofende

Além de tudo, faça perguntas. Quando nos sentimos criticados, é fácil interpretar o que ouvimos de maneira equivocada. Nesse sentido, se você não entendeu o que a pessoa quis dizer, questione. Se não sabe como fazer isso, um jeito simples é repetir o que a pessoa disse e emendar com: “Estou entendendo corretamente?”.

Por mais estranho que seja, faria muito bem para você se você conseguisse, depois de ouvir uma crítica, agradecer por ela. Depois, diga o que você pretende fazer a respeito do que ouviu. No caso da pessoa que chega atrasada às reuniões, pode ser bom ela dizer que haverá mais comprometimento nesse sentido.

E, claro, uma vez que você fala que vai fazer alguma coisa, é preciso cumprir isso. Mais tarde, você pode voltar a conversar com quem criticou sua postura e perguntar se essa pessoa sente que você progrediu de alguma forma. Pode ter certeza que isso vai ser positivo.

*Publicado em 30/7/2015

***

O Mega está concorrendo ao Prêmio Influenciadores Digitais, e você pode nos ajudar a sermos bicampeões! Clique aqui e descubra como. Aproveite para nos seguir no Instagram e se inscreva em nosso canal no YouTube.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.