Saldo Fashion Rio: o que esperar para o inverno
Seja o primeiro a compartilhar

Saldo Fashion Rio: o que esperar para o inverno

Equipe MegaCurioso

Fashion Rio Inverno 2012. Fonte: Agência Fotosite/ Divulgação

Os dias quentes ainda não foram embora, mas no mundo fashion o inverno já chegou. A Semana de Moda carioca, que aconteceu em janeiro, trouxe boa parte das tendências que irão aquecer os dias frios e, assim, é possível ter uma ideia do que vai compor as vitrines na estação fria.

A influência dos desfiles internacionais não ficou de fora das coleções. Marcas de alta-costura, como Chanel, Gucci, Dolce&Gabanna e Givenchy, ajudaram a inspirar os estilistas brasileiros em suas linhas para o inverno 2012.

Mas quem imagina peças pesadas para enfrentar o frio poderá se surpreender com a sensualidade de boa parte das coleções, expressa em comprimentos menores, transparências estratégicas e silhuetas mais próximas ao corpo.

Confira as tendências que estiveram na passarela do Fashion Rio e prepare o guarda-roupa para a estação que vem por aí.

Modelagem reta

Amanda Marques, Bianca Marques e Oestúdio. Fonte: Agência Fotosite/ Divulgação

O shape reto e mais ajustado ao corpo apareceu em várias marcas que apresentaram coleções na Semana de Moda carioca. A modelagem se aplica a camisas, vestidos e calças democráticas, que se ajustam bem à praticamente todos os tipos de corpo.

A saia-lápis, que segue o estilo, foi recorrente na passarela, sendo uma opção confortável e elegante para ser usada tanto no dia a dia quanto em situações mais formais.

Comprimentos menores

Coca Cola Clothing, Espaço Fashion e TNG. Fonte: Agência Fotosite/ Divulgação

O Fashion Rio mostrou que inverno não precisa ser sinônimo de peças longas. O comprimento das coleções diminuiu, dando espaço a saias, vestidos e shorts curtos (inclusive, para os hot pants).

Para aquelas que não são fãs do mini, há ainda saias-lápis na altura dos joelhos e longuetes (ou mídi) que ganharam destaque entre as roupas de inverno, sendo uma opção charmosa para o visual.

O estilo mullet, que apareceu timidamente no verão e em red carpets, não ficou de fora da passarela carioca. O comprimento assimétrico, que é curto na frente e mais longo atrás surgiu não apenas em vestidos e saias, mas também em jaquetas.

Camisas bem abotoadas

Aüslander, Giulia Bordes de Bianca Marques. Fonte: Agência Fotosite/ Divulgação

As camisas prometem vir com tudo para o inverno, mas seguindo um estilo que pôde ser visto em vários desfiles internacionais, como o da Louis Vuitton. O diferencial está nas golas bem abotoadas, deixando o colarinho totalmente fechado.

Os chemises (vestidos no estilo camisa), que serão um dos must have dos dias frios, também seguem essa tendência. Há versões com comprimentos próximos ao joelho, alfaiataria, tecidos diversos, aplicações de couro e botões.

E as golas não precisam estar anexas às camisas. Elas aparecem também avulsas, imitando colares, para incrementar outros looks de acordo com o que estiver em alta.

Conjuntos

Coven, Maria Bonita Extra e Walter Rodrigues. Fonte: Agência Fotosite/ Divulgação

As peças coordenadas típicas dos anos 1980 voltam para o inverno em versões modernas e bem estampadas. Must haves da temporada de frio 2012, os conjuntos surgem em diferentes tecidos, cores e modelagens, mesclando saias, tweeds, jaquetas cropped, calças e shorts. Há opções de couro, emborrachados, veludo, tricô e alfaiataria.

Influência oriental

Inverno Patachou. Fonte: Agência Fotosite/ Divulgação

O estilo japonês de vestuário apareceu como tendência na passarela do Fashion Rio. Por isso, no inverno, será possível encontrar quimonos, estampas e cores típicas do continente asiático, golas Mao e obis em coleções para o frio.

Os modelos ganharam toques de sensualidade e modernidade, como longas saias com fendas profundas e quimonos feitos com tecidos metálicos.

Macacões

Andrea Marques, New Order e Sann Marcuccy. Fonte: Agência Fotosite/ Divulgação

Eles apareceram no verão de várias marcas brasileiras e prometem continuar em alta também no inverno. Os macacões estiveram na passarela carioca em versões com modelagem fluida e tecidos nobres.

Cores intensas e muita estamparia também ajudaram a compor os modelos.

Inverno vibrante

Cantão, Maria Bonita Extra e Giulia Borges. Fonte: Agência Fotosite/ Divulgação

A tendência do color block por até ser deixada de lado nos dias frios, mas as cores intensas devem continuar a predominar nas coleções de inverno. O vermelho apareceu no desfile de várias marcas, assim como azul marinho, verde, mostarda, azul royal e vinho.

Provando que não é preciso vestir cinza para estar no clima da estação, as grifes investiram ainda em várias peças com tons terrosos, indo do nude ao marrom, passando pelo ocre, camelo e dourado.
As tonalidades aparecem bem misturas nas estampas, formando looks vibrantes e coloridos.

Preto e branco

Agatha, Walter Rodrigues e Cantão. Fonte: Agência Fotosite/ Divulgação

Apesar do predomínio do colorido nas passarelas cariocas, a tradicional combinação do preto e branco não ficou de fora das tendências. Ela aparece em peças sóbrias e elegantes para serem usadas em diferentes ocasiões.

Nesse contexto, o branco predominou formando looks inteiros, combinados a acessórios terrosos, off white e toques de amarelo, laranja ou azul.

Estampas para todos os gostos

Filhas de Gaia, Printing e Coven. Fonte: Agência Fotosite/ Divulgação

A estamparia de inverno promete bastante variedade para agradar a todas. O destaque vai para os desenhos étnicos, que foram recorrentes nos desfiles.

Mas houve espaço ainda para flores (também em aplicações), folhas, animais (mas não no estilo animal print), geometrias, inspirações em tapeçaria e outros itens de decoração.

As figuras aparecem não apenas impressas nas peças, mas são formadas também por bordados e aplicações de pedras e canutilhos.

Transparências

Andrea Marques, Bianca Marques e Espaço Fashion. Fonte: Agência Fotosite/ Divulgação

Apesar do frio, algumas partes do corpo estrategicamente escolhidas ficarão à mostra no inverno. Isso porque as transparências apareceram com tudo nas passarelas, ora em sobreposições, ora em recortes nos demais tecidos.

Elas surgem nos looks por meio de tecidos finos ou renda, deixando a produção bem feminina. Essa última matéria-prima merece destaque e promete continuar em alta na próxima estação. No Fashion Rio, foi possível ver a renda trabalhada em visuais pesados, feitos de lã ou couro, e aplicada em barras, golas, punhos e detalhes das peças.

Maxi tricô

Aüslander, Bianca Marques, Herchcovitch. Fonte: Agência Fotosite/ Divulgação

Para os dias de frio mais intenso, o tricô é a opção que surgiu nos desfiles cariocas. Ele aparece em peças sofisticadas, em pontos abertos ou delicados. Em alguns looks, fica difícil diferenciá-lo dos demais tecidos.
O diferencial do tricô das coleções desse inverno está nos toques metalizados e estampas aplicadas a ele.

Bordados

Bordados na New Order e Giulia Borges. Fonte: Agência Fotosite/ Divulgação

O toque sofisticado da pedraria não poderá ficar de fora do seu guarda-roupa no próximo inverno. Os bordados foram vistos com força no Fashion Rio, desenvolvidos com canutilhos, paetês, miçangas e detalhes de vidro ou cristal.

E não foram apenas as blusas que ganharam aplicações. Os detalhes podem ser notados em tops, saias, calças, casacos e jaquetas, ora em conjuntos inteiros, ora em mangas e punhos.

Metalizado

Agatha, Branchee, Oestudio. Fonte: Agência Fotosite/ Divulgação

Os tecidos metalizados, que foram recorrentes nas coleções internacionais, também receberam versões das marcas brasileiras. As tonalidades variam entre o ouro, o prata e o cobre, dando um toque de brilho ao visual ou compondo o look inteiro.

É possível encontrar jaquetas, saias, casacos e calças com a cor do metal ou ainda tecidos do estilo com efeito furta-cor.

Animais na moda

Espaço Fashion. Fonte: Agência Fotosite/ Divulgação

Se entre as estampas não sobrou muito espaço para o animal print, os bichos foram lembrados nas peças pesadas para os dias de frio intenso. Eles surgiram na passarela por meio de peles (sintéticas ou naturais), dando origem a peças inteiras ou apenas em detalhes de golas e punhos para deixar o corpo mais quente.

Tecidos pesados

Agatha e Walter Rodrigues. Fonte: Agência Fotosite/ Divulgação

O veludo molhado e o couro provavelmente estarão em peso no seu armário no inverno. No Fashion Rio, eles apareceram em calças, casacos, vestidos e sobretudos para compor looks quentinhos. Além das peças inteiras, esses tecidos também ajudaram a compor detalhes do visual, formando produções sofisticadas e com muito estilo.

Maxiacessórios

Filhas de Gaia e Agatha. Fonte: Agência Fotosite/ Divulgação

Esqueça os colares com pingentes discretos e os brincos pequenos. No inverno, a moda será investir nos acessórios grandes e sofisticados, desenvolvidos com resinas, pedras e cristais. Eles deixam de ser um apenas um complemento do look, como no caso se alguns colares, que passam a ter o papel da gola no visual. Além disso, a intenção é que os brincos e pulseiras ganhem destaque, não sendo camuflados em casacos e sobreposições.

Salto alto em alta

Andrea Marques, Espaço Fashion e Agatha. Fonte: Agência Fotosite/ Divulgação

Sapatilhas e rasteirinhas podem ter feito a alegria de muitas mulheres no verão, mas no inverno será hora de subir no salto. Na passarela carioca, o salto alto apareceu em forma de plataformas e meias-patas para compor os looks para o frio. As unkle boots prometem continuar a fazer sucesso, assim como peep toes, scarpins e botas. Vale ressaltar que os sapatos surgem cheios de detalhes como laços, tiras, aplicações e ponteiras de metal.

Tendências para o inverno não faltam. Na hora das compras, pense no seu estilo e não deixe a criatividade de lado. Assim, será difícil errar no look do frio.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.