As 5 batalhas mais sangrentas (e mortais) na história das guerras
105
Compartilhamentos

As 5 batalhas mais sangrentas (e mortais) na história das guerras

Último Vídeo

As guerras têm sido uma constante na história da humanidade, da Antiguidade aos tempos atuais. Como consequência, esses conflitos armados deixam um rastro de morte e destruição. A seguir, você vai conhecer e se surpreender com as batalhas mais sangrentas e mortais que já aconteceram na história. 

1. Batalha de Salamina


A Batalha de Salamina, em obra de Wilhelm von Kaulbach

A primeira grande batalha naval da história foi protagonizada por gregos e persas, bem ao estilo do filme “300”. Em 480 a.C., comandados pelo rei Xerxes, os persas deram início à Segunda Guerra Médica ao invadir Atenas. O exército grego recuou para Salamina e atraiu o inimigo até o estreito, entre seu refúgio e a península de Ática.

Mesmo em desvantagem numérica de três para um, os gregos conseguiram cercar e vencer a frota persa – que era composta por navios maiores e, consequentemente, mais lentos. Estima-se que 300 navios persas afundaram e que a batalha resultou na morte de quase 40 mil soldados.

2. Batalha de Canas

A morte de Paulus Aemilius na Batalha de Canas, de John Trumbull

Os números variam, mas historiados calculam que entre 55 a 70 mil romanos perderam a vida para as tropas de Aníbal. O conflito entre Roma e Cartago aconteceu durante a Segunda Guerra Púnica, em 216 a.C., no sudeste da Itália.

Ao menos 20% dos combatentes romanos morreram nas proximidades da antiga vila de Canas. Dos 80 mil em batalha, cerca de 14 mil soldados conseguiram escapar, 10 mil foram feitos prisioneiros e os demais, mortos pelos 50 mil cartagineses. Mesmo em menor número, comandados pelo general Aníbal, as tropas norte-africanas conseguiram a vitória lançando mão de estratégias astutas.

3. Batalha de Borodino

As Guerras Napoleônicas também contam com uma das batalhas mais sangrentas da história. O confronto aconteceu em agosto de 1812, durante a invasão da Rússia por Napoleão. 130 mil franceses armados com 500 canhões lutaram contra 120 mil russos com 600 canhões, em Borodino, cerca de 110 quilômetros distante de Moscou. 

O confronto teve início na manhã do dia 26 e estendeu-se até a noite, quando as tropas russas se retiraram. Com uma vitória estreita, Napoleão conseguiu chegar a Moscou, mas perdeu 30 mil homens. Do lado russo, foram 45 mil baixas.

4. Batalha de Waterloo

Wellington em Waterloo, de Robert Alexander Hillingford

A batalha final de Napoleão também está entre as mais mortais da história das guerras. A luta aconteceu em junho de 1815, na Bélgica, e envolveu 72 mil soldados das tropas napoleônicas, contra 68 mil homens da coalizão entre Grã-Bretanha, Rússia, Áustria e Prússia. Cerca de 47 mil soldados tombaram de ambos os lados antes de Napoleão reconhecer sua derrota final na manhã do dia seguinte.

5. Batalha do Somme

A Primeira Guerra Mundial também tem sua parte sangrenta na história. Iniciada em julho de 1916, em Somme na França, essa batalha durou até 13 de novembro do mesmo ano. Apesar de ter sido longa, o derramamento de sangue do primeiro dia foi o que rendeu à Batalha do Somme a entrada nesta lista: cerca de 20 mil soldados britânicos foram mortos apenas nas primeiras horas. Para se ter um comparativo, durante 10 anos de Guerra do Vietnã, o número de soldados americanos mortos chegou aos 55 mil.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.