Itens da Guerra Fria usados por espiões soviéticos vão a leilão nos EUA

Itens da Guerra Fria usados por espiões soviéticos vão a leilão nos EUA

Último Vídeo

Centenas de armas, artefatos e relíquias usadas por espiões soviéticos durante a Guerra Fria serão leiloados entre janeiro e fevereiro de 2021 nos Estados Unidos, através da casa de leilões Julien’s, na Califórnia.

A coleção foi reunida pelo historiador Julius Urbaitis, que  a deixou em exposição durante 2019, porém, ele teve que fechar o local devido à pandemia, e decidiu se desapegar dos objetos.

Os itens que estarão à venda são realmente impressionantes e parecem ter saído diretamente dos filmes de espionagem, como os usados pelos clássicos vilões de James Bond. O valor dos artigos varia de centenas de dólares a até US$ 12 mil (cerca de R$ 64,5 mil).

(KGB Espionage Museum/Reprodução)
(Fonte: KGB Espionage Museum/Reprodução)

Entre os mais incríveis temos bolsas com câmeras escondidas, aparelhos de escutas usadas pelos agentes a serviço da KGB — a principal organização de serviços secretos da União Soviética — além de um boletim escolar de Che Guevara!

“De toda a coleção do Museu de Espionagem da KGB aos artefatos obscuros da corrida espacial dos EUA e da União Soviética até itens nunca vistos de Cuba e sua Revolução, esses objetos impressionantes oferecem um olhar fascinante sobre a agitação geopolítica, econômica e cultural da época”, disse Darren Julien, diretor-executivo da Julien’s, em comunicado.

O item que mais atrai a atenção do público é uma arma chamada de “Beijo da Morte”, uma pequena pistola de tiro único e disfarçada para parecer um batom, muito utilizado pelas espiãs soviéticas a partir de 1965.

(Wikimedia Commons/Reprodução)
(Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

Outra arma incógnita é uma seringa chamada de “guarda-chuva búlgaro”. Uma réplica da usada pela URSS para matar o dissidente Georgi Markov em 1978 estará no leilão.

Markov fugiu da União Soviética, se mudando para o Reino Unido em 1968m seu país colocou uma recompensa por sua morte, o que acabou acontecendo 10 anos depois, em 1978, com o uso da arma com cara de guarda-chuva, que o envenenou com ricina.

(KGB Espionage Museum/Reprodução)
(Fonte: KGB Espionage Museum/Reprodução)

Uma carta de Fidel Castro, detalhando seus planos para invadir Havana em 1958 também estão entre os destaques do leilão.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.