Recordista americano em mergulho livre morre ao tentar bater nova marca
313
Compartilhamentos

Recordista americano em mergulho livre morre ao tentar bater nova marca

Último Vídeo

Você deve ter ouvido sobre a trágica morte de Nicholas Mevoli durante uma competição de mergulho livre no último domingo. O atleta era recordista americano em uma modalidade na qual os mergulhadores tentam alcançar a maior profundidade possível com uma única aspiração sem o uso de lastros ou oxigênio complementar e com o auxílio apenas de nadadeiras do tipo “monofin”. Sua melhor marca era a de 100 metros.

Mevoli momentos antes de iniciar a prova Fonte da imagem: Reprodução/The New York Times

Na prova que custou sua vida, Mevoli tentava bater chegar aos 72 metros de profundidade sem as nadadeiras e conquistar mais um recorde americano. Contudo, ao se tratar de uma competição importante, todo o drama foi acompanhado e documentado por várias testemunhas.  Assim, diante de outros 15 atletas e cinco mergulhadores de segurança — que o acompanharam ao longo da prova —, Mevoli se lançou para a morte.

Conforme contaram as testemunhas, além dos mergulhadores de segurança, a descida de Mevoli foi monitorada através de um sonar. Quando o atleta chegou aos 68 metros de profundidade, os responsáveis pela prova observaram que ele teve problemas, mas, por algum motivo, decidiu continuar. Nesse momento ficou evidente que o mergulhador teria dificuldades para subir.

O desenrolar de uma tragédia

Mergulhador um pouco antes de desmaiar Fonte da imagem: Reprodução/The New York Times

Ainda assim, depois de exatos três minutos e 38 segundos, o norte-americano conseguiu voltar à superfície sozinho, e inclusive cumpriu o protocolo oficial de dizer “estou bem” para finalizar a prova. No entanto, 30 segundos mais tarde Mevoli desmaiou. A perda de consciência não é um evento raro em competições desse tipo, mas no caso de domingo, a situação era muito mais grave.

Mevoli, que sangrava pela boca, foi levado a uma plataforma instalada para atendimento em caso de emergência, e depois de 15 minutos já não apresentava pulso. A equipe médica então deu início à reanimação cardiorrespiratória, e inclusive aplicou injeções de adrenalina no mergulhador com o objetivo de ressuscitá-lo. O esforço se estendeu por 90 minutos, Mevoli não resistiu aos danos graves nos pulmões provocados pela pressão a grandes profundidades.

O mergulhador era relativamente novo no esporte, mas durante sua carreira meteórica acumulou uma lista respeitável de títulos. Mevoli foi o primeiro atleta a morrer em uma competição internacional de mergulho livre, mas, devido à popularização do esporte, o número de fatalidades entre amadores quase triplicou em um período de três anos. Pelo menos, se serve de algum consolo, segundo disseram seus amigos, Mevoli se foi fazendo o que mais gostava na vida.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.