Gangue de mexicanas atrai homens ricos pelo Tinder para roubar casas

Gangue de mexicanas atrai homens ricos pelo Tinder para roubar casas

Último Vídeo

O aplicativo de encontros e relacionamentos Tinder agora está sendo usado para outros fins no México: crimes. Autoridades locais estão investigando um grupo de mulheres que está aproveitando o clima de sedução da rede social para marcar encontros falsos e, em vez de embarcar no romance, realizar roubos.

A gangue é chamada pela polícia de "Las Goteras VIP", por conta do modo de operação. O "VIP" é porque o perfil dos assaltados é de alto poder aquisitivo, com moradia em bairros nobres da Cidade do México e carros de luxo. Após marcar o encontro, as mulheres aproveitam um momento de distração e colocam poucas gotas de alguma droga na bebida das vítimas para elas dormirem. Isso garante tempo para que elas façam a limpa na residência — daí o "goteras".

Até o momento, foram descritas três mulheres como parte da gangue, que já faria isso há anos por outros meios. Todas se apresentam como estudantes universitárias, vestem roupas de marca e seriam, na verdade, garotas de programa.

Como funciona

Primeiro, elas marcam o encontro via Tinder em um bar ou restaurante, para depois ir até a casa da futura vítima. Na hora do encontro pessoalmente, elas aparecem em grupo, com duas das criminosas ou até as três ao mesmo tempo. Isso facilitaria o convencimento do ricaço e, posteriormente, a missão de levar mais pertences na hora do roubo.

A polícia já tem o retrato falado das suspeitas e trabalha com o Tinder nas investigações, pois ao menos quatro homens já foram lesados por esses métodos. Em uma declaração oficial, a empresa comunicou que está "chocada e preocupada" com os crimes e afirmou que vai cooperar para o cumprimento da lei.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.