Seu primeiro pensamento sobre algo é raramente o melhor
03
Compartilhamentos

Seu primeiro pensamento sobre algo é raramente o melhor

Último Vídeo

Nós estamos todos ocupados nos dias de hoje. Temos reuniões, telefonemas, mensagens de texto, filhos, cônjuges, pais, amigos e, claro, o email sempre presente. E com essa falta de tempo, estamos perdendo a capacidade de pensar, seja em problemas, em situações, em nossa vida em geral.

A maioria das pessoas acaba não pensando por si próprio; em vez disso, toma o que os outros já pensaram como uma validação das próprias ideias. Mas a verdade é que você deveria parar para analisar as situações com mais cuidado – algo que toma mais tempo, mas que também traz vantagens.

1

Programando um momento

Programar tempo para pensar parece ridículo, mas você deve fazer isso como se a sua vida dependesse desse momento. Pode ser no escritório, na escola, em casa ou em um café. E não precisa ser apenas sobre um problema que você precisa resolver: pode ser também sobre coisas que você já sabe ou, melhor dizendo, coisas que você pensa que sabe.

O problema de não ter tempo para pensar é expresso pelo escritor William Deresiewicz da seguinte forma: “Eu acho, falando por mim mesmo, que meu primeiro pensamento nunca é o meu melhor pensamento. Meu primeiro pensamento é sempre de outra pessoa; é sempre o que eu já ouvi sobre o assunto, sempre a sabedoria convencional.”

2

Tempo para o cérebro

Deresiewicz afirma que é apenas se concentrando, aderindo a questão, sendo paciente, deixando todas as partes da mente entrarem em ação, que se chega a uma ideia original. Você vai ser pego de surpresa ao dar chance ao cérebro de fazer associações, desenhar conexões.

E muitas vezes até essas ideias concebidas podem não parecer muito boas. É preciso mais tempo para pensar nisso também, cometer erros e reconhecê-los, fazer falsas pontuações e corrigi-las, superar impulsos, derrotar o desejo de declarar o trabalho feito e passar para o próximo assunto.

3

Mais também é melhor

Muitas pessoas podem considerar isso uma perda de tempo, mas é um ponto de vista míope e errôneo. Embora você possa levar 30 minutos para chegar à mesma conclusão que em 5, você provavelmente terá um panorama melhor das nuances da situação, incluindo quais variáveis são mais importantes.

Sendo assim, você saberá o que observar, como enquadrar a situação para outras pessoas, atraindo o interesse delas. Não só a colaboração entre pessoas levará menos tempo, como você também vai cometer menos erros. Essa é a vantagem real.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.