Sem criatividade? Veja a dica dessa ex-executiva da Nike para recuperá-la
32
Compartilhamentos

Sem criatividade? Veja a dica dessa ex-executiva da Nike para recuperá-la

Último Vídeo

Vire a casa de cabeça pra baixo e faça exatamente o contrário do que você está acostumado. Ou simplesmente tente uma abordagem diferente da que está utilizando. Essa estratégia pode ser preciosa se você está preso em um impasse entre um deadline que se aproxima e uma grande caixa vazia onde deveriam estar suas ideias.

Ao menos é o que recomenda Tiffany Beers, uma executiva da área de inovação e criação que atuou por 10 anos na Nike. Ela garante que a ideia é boa, embora não pareça uma solução muito inteligente largar o que você está concentrado em fazer e redirecionar seus pensamentos para outra estratégia, especialmente quando você tem um prazo.

A questão é que quem trabalha com processos que dependem da criatividade sabe muito bem que há momentos em que ela parece simplesmente desaparecer, e assim ficamos encarando a tela em branco e a folha vazia por dias, semanas, meses. O grande obstáculo aí é o fator rotina, segundo disse a executiva ao site Quartz at Work.

Beers conta que durante vários anos aplicou essa estratégia junto ao seu time — e sempre funcionava. Ela lembra principalmente de um caso em que sua equipe estava com uma tarefa bastante desafiadora: reproduzir os famosos tênis usados pelo personagem Marty McFly (Michael J. Fox) na trilogia "De Volta para o Futuro".

Quando chegou a parte de desenvolver o cadarço que se amarrava sozinho, a equipe se viu totalmente sem saída  especiamente uma pessoa que há anos trabalhava criando modelos da linha HyperAdapt da Nike, mas não estava conseguindo avançar no projeto. "Era uma pessoa que, todas as vezes que alguém vinha com um conceito diferente, ela conseguia fabricá-lo!" Em outras palavras: pode acontecer com qualquer um.

Para tirar o colega do buraco negro de criatividade, Beers deu a ele outra tarefa: fabricar um calçado que conseguisse suportar uma corrida de 5 milhas (8 quilômetros), usando somente o que havia no depósito.

O funcionário resolveu o projeto que ela pediu e logo voltou ao seu ritmo para criar o fecho automático do HyperAdapt. "Mantenha as coisas frescas. Quando as mesmas atividades são feitas o tempo todo, o processo, o produto e a experiência se tornam obsoletos. Às vezes, você precisa se forçar a sair desse estado", opina.

Você já deve ter sentido isso no seu dia a dia. Escreveu um texto e já mexeu nele tantas vezes  releu, editou, revisou, recortou, colou e trabalhou em cima das mesmas palavras por tanto tempo que, depois de um tempo, parece impossível concluí-lo. E aí você sai da frente do computador por algumas horas ou substitui essa atividade por outra diferente por um tempo e, quando retorna, tudo é mais fácil e objetivo. Já tentou essa estratégia?

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.